Avançar para o conteúdo principal

Organização pessoal simples #3 - Agenda de papel


Hoje é dia de terminar a rubrica sobre a minha forma simples de organizar o dia-a-dia e de falar sobre a agenda de papel. De notar que esta não é uma organização perfeita, é só aquela que melhor se adapta às minhas rotinas e necessidades.

Já usei vários tipos de agenda. Das grandes, das pequenas, com horário, sem horário, com mais detalhes, menos detalhes. Enfim, perdi-lhes a conta. Nenhuma resultou como esta que vos vou descrever. 

Inevitavelmente acabava sempre por escrever em mil e um papelinhos que ia perdendo, tornando a minha vida, e principalmente a minha cabeça, num caos. Por isso é que esta agenda, feita à minha medida, resulta tão bem. Seguindo um pouco o modelo de David Allen “Getting things done”, peguei num simples dossier onde coloquei oito separadores e folhas pautadas. Os temas dos separadores são os que vos explico de seguida.
Agenda_perpétua
Inbox (ou caixa de entrada)
Para aqui vem tudo o que me aparecer ao longo do dia. Seja um compromisso, uma ideia, uma tarefa, fichas para preparar, tanto faz. Qualquer informação que surja é para aqui que vai. Depois será processada e colocada no separador que lhe pertence.
Neste separador tenho ainda algumas páginas plastificadas. Uma para colocar as tarefas a fazer, outra para o meu horário de trabalho semanal e o plano mensal de 2014 para ter um backup dos compromissos, caso o portátil ou telemóvel falhem.
 Pessoal
Apenas e só para colocar desejos, sonhos e objectivos, razões pelas quais os quero alcançar e o que tenho de fazer para lá chegar. Um separador que me serve de inspiração e motivação diária. Faz maravilhas à auto-estima e ajuda a estabelecer prioridades.

Work
Não é preciso dizer muito. É aqui que organizo as explicações, posts para o blog ou outras tarefas que tenha em mãos. Se forem projectos que levem mais tempo e mais complexos, coloco apenas a ideia geral aqui e faço o resto no portátil, no programa Nixnote (é a versão do Evernote, para Linux).

Ideias
Como o próprio nome indica, é onde coloco ideias que tenho e que ficam a marinar algum tempo para ver se as quero mesmo (ou consigo) implementar. Normalmente estão relacionados com o blog ou com a loja.

Tiago
Aqui coloco uma espécie de calendário com os dias mais importantes ao longo do ano e ideias de trabalhos que podemos fazer para comemorar. Além disto, estão também ideias de passeios e actividades, ideias de prendas que podem ser feitas por ele, tradições e rituais engraçados para serem iniciados, jogos a fazer para e com o Tiago e tudo o mais que esteja relacionado com ele.

Casa
Tudo o que está relacionado com a organização, decoração e renovação. Alberga as ideias gerais tanto de projectos pequenos (ex.:ideia decorativa) como grandes (ex.:medidas de portas, de divisões ou paredes) . É óptimo porque ao levar a agenda comigo posso sempre confirmar medidas ou verificar se uma determinada ideia é viável, quando estou nas lojas.

Lazer
Aqui planeio, com tempo e organização, tanto escapadelas como viagens grandes. Aponto alojamentos, restaurantes e locais de interesse a visitar nesses sítios. Normalmente são informações que me dizem e que depois organizo melhor com links e fotografias, no Nixnote. Tudo o que aponto neste programa, consigo depois ver no telemóvel, porque há sincronização entre os dois.

Info
As informações que considero importantes de ter, escrevo-as aqui. Desde números de contribuinte, B.I., contactos importantes que posso perder se ficar sem telemóvel e datas de aniversário da família e amigos.
Uso ainda uma mica no final do dossier para guardar documentação a levar para a contabilidade. Nunca mais perdi um papel.

E é assim que me organizo no dia-a-dia, com as minhas três ferramentas essenciais. E por aí, como fazem?

Parte 1 - Organização pessoal simples no computador
Parte 2 - Organização pessoal simples no telemóvel

Comentários

  1. Tenho uma agenda "comprada" que tento trazer sempre comigo. Mas como não preenche todas as minhas necessidades, faço-a acompanhar de um bloco pequeno, onde aponto tudo o resto. Ainda assim nem sempre é o método mais eficaz... gostei muito desta ideia de criarmos a nossa própria agenda, com os espaços e separadores que realmente têm a ver com a nossa vida e nos darão jeito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O bom dela é isso mesmo, é personalizada de acordo com o que realmente necessitamos.

      Bjs

      Eliminar
  2. Já usei o teu método e gostei, porque se revelou funcional e eficaz - tudo o que é importante reunido num só dossier é uma maravilha, muito prático - mas regressei à "ideia inicial" por ser mais fácil de transportar na mala. Ou seja: agenda de papel e caderno para tomar notas. Creio que é o que mais me convém, mas continuo a achar que a solução que propões não é de descartar. Para quem se esquece onde guardou o papelinho x e y é perfeita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A maravilha deste método é que realmente deixei de ter notas espalhadas por aí e principalmente na minha cabeça. Depois de meter tudo na Inbox, faço a devida distribuição. E só o facto de fazer isto permite que dê atenção e trate de muitos assuntos de que outra forma ficariam esquecidos. Com o tempo o dossier vai ficando mais pesado e acredito que apesar de uma boa solução, não seja prática pelo motivo que referiste. Depende da importância do método para cada um e se vale ou não a pena o peso e o tamanho. Bjs

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…