Avançar para o conteúdo principal

Odisseia do cabelo - O champô e amaciador caseiro que uso

Champô_sem_sulfatos_e_parabenos_e_amaciador_caseiro
Nestas andanças por uma vida mais saudável, em que procuro eliminar ou, pelo menos, diminuir a quantidade de químicos que uso no dia-a-dia, o cabelo não escapou. Finalmente encontrei uma receita de amaciador caseiro que adoro mas tenho a dizer-vos que o caminho que percorri foi longo, não só no amaciador mas principalmente no champô. Experimentei uma variedade de coisas. Desde o famoso bicarbonato de sódio que tanta gente falava, a sabonete próprio para lavar o cabelo, passando pelo sabonete líquido Dr. Bronner (Pure Castille Soap) ao qual juntei óleo de coco e glicerina, visto que a primeira experiência não tinha resultado. 

Depois de tentar tudo e mais alguma coisa, acabei por me render e perceber que o meu cabelo é finório. Não vai lá com qualquer coisa, mesmo que seja mais natural. Apesar de saber que ele necessitaria de tempo para se ajustar (ficar uns dias mais oleoso), percebi que era altura de parar quando o cabelo começou a cair imenso e o couro cabeludo ficou irritado. 

Pesquisei um pouco e numa ida ao Celeiro, trouxe comigo um champô livre de parabenos e sulfatos, da marca Dr. Organics. E o meu cabelo agradeceu. Ficou logo mais solto e suave. Notava-se que estava hidratado. Só precisava mesmo encontrar uma receita natural de amaciador. Esta receita, da Ana, é mesmo muito boa. Vale a pena tentarem. O cheiro até é bastante agradável e depois de seco, fica um cheirinho bom dos óleos essenciais porque eu apenas borrifo o cabelo e já  não enxaguo. O uso do pente garfo em vez da escova também tem feito maravilhas porque noto que não me cai tanto e fica mais controlado quando não o estico.
Champô_sem_sulfatos_e_parabenos_e_amaciador_caseiro
Entretanto passei a comprar deste fornecedor porque fica mais em conta e não tem nenhum tipo de perfume. Eu apenas adiciono óleo essencial à minha escolha. Por agora é o que uso mas sei que tenho de ir alterando de vez em quando. Foi assim a aventura.

E por aí, como estamos de cabelos?

Comentários

  1. O Dr. Bronner's deixa uma camada estranha no cabelo, a menos que se passe depois com qualquer solução ácida. Eu uso chá para o efeito, mas eles têm um produto à base de laranja para isso. Mesmo assim, ainda não encontrei maneira de ter os resultados que quero. Agora estou numa de não usar nada além de água e chá, só para descer o pH da água um bocadinho. E para hidratar uso óleo de côco, muito pouco. E uma mistela de óleos que fiz, a tentar imitar o Orofluido. Mas o que quero mesmo comprar é um filtro de água para pôr no chuveiro. Acho que a maior diferença vai ser mesmo essa, alterar a dureza da água e reduzir a quantidade de cloro.

    (Diz-me lá se o Dr. Bronner's não tem o rótulo mais alucinado de todo o sempre?!)

    ResponderEliminar
  2. Olá , pinto o cabelo! E ultimamente acho as minhas pontas secas, uso mascaras e óleos mas mesmo assim está seco. Pode me aconselhar alguma coisa? Obrigada

    Vera

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde, sei que esta publicação tem mto tempo mas mesmo assim resolvi responder!!!
      Eu desde os meus 18 anos que uso produtos naturais e agora com 49 sei que foi a melhor escolha
      Então aqui ficam umas dicas (como passo uma grande parte do tempo por África e por lá mto se usa o que a natureza oferece) fazer uma papa com leite de coco e abacate é mto bom, também resulta mto bem fazer uma mascara com óleo de palma e mel!!! espero que resulte

      Eliminar
  3. Eu também dei mil voltas e agora alterno entre sabonete de glicerina e sabonete de enxofre. Tenho cabelo muito oleoso (só para contextualizar).
    Beijinhos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  4. Também gostava de passar a usar produtos mais naturais mas não consigo evitar produtos com silicone e por isso preciso de usar champôs com sulfatos.
    Obrigada pelas dicas!

    ResponderEliminar
  5. olá!eu também dei muitas voltas até encontrar um champô para cabelos fininhos como os meus...até que resolvi fazer:https://www.facebook.com/pages/Bando-de-Alquimia/1390872271142166?hc_location=timeline

    ResponderEliminar
  6. olá anabela,já sigo o teu blog à algum tempo.
    continuas a usar o amaciador?os resultados mantêm-se?estou tentada a experimentar obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Alice.

      Sim, sim, continuo a usar. O que vou alterar quando acabar, é o champô. Simplesmente porque não se deve usar o mesmo durante longos períodos. Está na altura de alterar. Mas o resto mantém-se.

      Bjs

      Eliminar
  7. Olá Anabela, tenho uma dúvida em relação ao fornecedor que referes, eles enviam para Portugal? É que não encontram envio para o nosso país... Em relação ao amaciador da Ana continuas com a mesma opinião ou já não usas? Desculpa tantas perguntas, mas quero alterar alguns hábitos (na alimentação também já faço muitas coisas em casa) e na pesquisa que tenho feito vão surgido algumas dúvidas. Obrigada e beijinho ��

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há problema nenhum com as perguntas. Até agradeço.
      Penso que existe a empresa cá em Portugal (newdirections.pt?) mas este champô deixei de comprar. Encontrei melhor e além disso é preciso variar. Quanto ao amaciador, sim, continuo a gostar. Aliás, adoro. Preciso é não ter preguiça de o fazer.
      Fazes muito bem em alterar certos hábitos. A saúde agradece.
      Bjs

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…