Avançar para o conteúdo principal

Uma sugestão doce

Um dos desejos que tenho para 2014 é o de sair, passear mais e descobrir novos espaços ou locais. 

Ao trabalhar a partir de casa (e o maridão também) facilmente caímos na monotonia e na rotina dos dias. Os fins-de-semana são para passear e é raro aquele em que não damos uma voltinha. Sair um bocadinho do ambiente onde passamos a maior parte dos nosso tempo é imperativo para a nossa saúde mental.

O problema é que inevitavelmente acabamos por ir sempre aos mesmos sítios. Não há novidades. Somos fiéis  quando gostamos de um espaço mas isso também acaba por trazer uma certa rotina nos passeios e isso é precisamente o que queremos evitar.

É preciso alargar a lista de espaços que conhecemos e onde sabemos que seremos bem atendidos. Preferimos fugir dos que são muito badalados (e onde muitas vezes apanho uma grande decepção) e procurar aqueles mais calmos e que ficam longe da confusão.
 
Um dos espaços que juntámos recentemente ao nosso leque de opções foi a Pastelaria Central de Campo de Ourique. Fiquei a conhecer este cantinho por convite (deixo aqui o meu agradecimento ao Sr. Manuel Teles) e só posso dizer que gostei imenso.

Ia numa grande expectativa, confesso. Primeiro porque nunca tinha feito nada desde género e segundo porque ia a uma zona que o maridão conhece muito bem dos tempos de infância. Seria interessante termos um cantinho tranquilo e muito bom onde pudéssemos ir sem as confusões (e preços!) das grandes pastelarias. Além disso ia curiosa para experimentar o pastel de nata de que me falaram tão bem. Só vos posso dizer que não desiludiu e que faz uma grande concorrência aos de Belém. 
A juntar a isto, temos vários bónus. A simpatia e os preços. Ser bem servido e com qualidade nos produtos não tem que significar um rombo na carteira. Por exemplo, por esta caixa de miniaturas que trouxe para casa (a sério, é tudo uma perdição), paguei cerca de 7,50€. E há imensas opções económicas como esta, esta ou ainda esta

Deste lado gostámos muito e fica a promessa de voltar mais vezes para experimentar as várias especialidades (Segredo de Chocolate, o Bolo Real e a Delícia Folhada) e aquele pãozinho fresco que tinha um ar apetitoso. Tudo com fabrico caseiro. Uma verdadeira tentação. 

Fica a sugestão.

Comentários

  1. Agradeço muito a dica!! Também me acontece o mesmo... acabar sempre nos lugares do costume. E por vezes até tenho medo de experimentar certos sítios por achar que vão ser muito caros ou que a qualidade dos produtos nem vai valer a pena. Mas este está anotado! Vou lá com certeza :)

    ResponderEliminar
  2. Concordo, tambem nos acontece acabarmos por ir passear aos sitios do costume!! Pronto, já fiquei a babar para os bolinhos.... palpita-me que no fim de semana vá passear por esses lados e perder-me nessa pastelaria! Mas confesso que fiquei foi com "inveja" de trabalhar em casa, A-D-O-R-A-V-A!!! Que posso fazer??

    ResponderEliminar
  3. Tenho o privilégio de trabalhar em Campo de Ourique e de poder visitar a Pastelaria Central todas as manhãs! Dia em que não consiga lá ir, já não é um dia completo! Recomendo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço muito as coisas boas que são aqui ditas sobre a Pastelaria Central de Campo de Ourique. É bom ver o trabalho reconhecido e o Sr. Manuel Teles fica sem dúvida radiante ao ler estas coisas. Aguardamos a vossa visita na Pastelaria e à Sónia, que já nos conhece, sugerimos que transmita esta tão boa opinião diretamente no Facebook da Pastelaria Central, para que mais pessoas possam ganhar vontade de conhecer esta Pastelaria. Mais uma vez muito obrigado.

      Eliminar
  4. de criar água na boca! beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…