Avançar para o conteúdo principal

Guacamole caseiro

guacamole_caseiro

Ainda em continuação deste post, outra das coisas que raramente falta nos nossos jantares mexicanos é o guacamole. E esta receita caseira é tão fácil de fazer e tão saborosa.

E agora se eu vos dissesse que detestava pêra abacate, acreditavam? Pois, é verdade, mas reparem que o verbo está no passado. O que acontece é que o paladar treina-se e foi mais ou menos o que aconteceu. Digo mais ou menos porque a culpa de eu, inicialmente, não gostar de pêra abacate foi da forma como ela me foi apresentada, numa receita doce. A tal, com açúcar e vinho do Porto.

Agoniei-me de tal forma que rejeitei por completo a dita cuja. Nunca mais quis provar até à bem pouco tempo, aquando de uma refeição feita num restaurante mexicano. Uma vez que era numa receita salgada e da variedade Hass, resolvi arriscar. E arrisquei bem porque simplesmente ADOREI e, desde então, passei a fazer cá em casa. O maridão até fica admirado como é que agora devoro aquilo, sempre que há (não há muitas vezes porque é super calórica).

Aqui vai a receita que uso.
Guacamole caseiro
 
Ingredientes:

- 1 pêra abacate Hass (podem usar a normal mas já fiz e não é a mesma coisa)
- 1 tomate pequeno ou metade de um médio, limpo de sementes, cortado em cubinhos
- 1/4 de pimento vermelho, cortado em cubinhos
- 1/2 cebola roxa, das pequenas
- 1 raminho de coentros
- Sumo de 1 lima
- 1/2 malagueta, limpa de sementes, cortada em cubinhos (só para quem gosta de picante)
- 1 pitada de sal

Preparação:

Cortar o abacate ao meio e retirar  polpa com uma colher. Esmagar bem numa tigela. Cortar o tomate, a cebola, o pimento e a malagueta e misturar. Por fim colocar os coentros picados, o sal e o sumo de lima. Misturar novamente e rectificar temperos, se for necessário. Acompanhar com triângulos de milho.

Para saber mais sobre a pêra abacate, cliquem aqui.

Boas experiências.

assinatura

Comentários

  1. Pelo menos tem bom aspecto. Eu, pessoalmente tenho sempre medo de arriscar, posso não gostar, mas talvez desta vez vá tentar. Se não gostar, paciência :)

    ResponderEliminar
  2. Há que tempos desejava ter essa receita. Obrigada, vou experimentar.

    ResponderEliminar
  3. Olá
    Não és a única que não gostava de abacate e agora gosta. Eu também, e pelas mesmas razões tb me foi dada doce e não gosto. Agora adoro abacate dessa forma ou a acompanhar uma salada com um simples vinagrete ou até com molho para bifes. Destas formas adoro, não me coloquem é açucar.

    Bjs

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…