Avançar para o conteúdo principal

Distrair a criançada


Ora pois bem, posso afirmar que o Tiaguinho entrou definitivamente naquela famosa fase dos Terrible two's. Faz birra à mínima coisa, quer tudo para ele (temos tentado conviver com crianças o mais possível para ele aprender a partilhar), usa e abusa do não (que aprendeu apenas recentemente) e as coisas têm que ser feitas como ele quer, senão...

Como é óbvio, não fazemos tudo o que ele quer nem como quer mas confesso que tem sido difícil dar algum equilíbrio à coisa. Por um lado não queremos ser demasiado limitativos mas por outro não podemos abrir precedentes em situações que não queremos que ele repita, porque depois é complicado explicar a uma criança de dois anos porque é que só deixámos fazer uma vez. Portanto isto de ser mãe não é pêra doce e, claro, sei que não vos estou a dar nenhuma novidade.

Mas adiante, que o post não era para falar disto. O que quero mostrar hoje é, digamos, uma compilação das brincadeiras rápidas que costumo fazer por aqui (embora neste momento faça poucas porque temos passeado e aproveitado a piscina). São fruto de pesquisa e também de alguma criatividade aqui de casa.


Esta primeira actividade já tinha mostrado. Podem ver aqui.
Aqui fiz uma massa com farinha, água, sal e óleo e depois juntei uma série de coisas como ervas, massas, pauzinhos e muesli e disse-lhe para fazer uma pizza. Foi um sucesso!

Lavar a loiça é daquelas actividades infalível e na qual ele se distrai mais tempo.

Coisas tão simples como colocar massinhas dentro das formas de silicone. Deram-me uns valentes minutos (sim, não pensem que ele está nisto uma hora) para terminar o jantar descansada.

Baú de surpresas
Vi esta brincadeira de descobertas no site Imagination Tree e achei que era de experimentar. Ele gostou bastante. Poderão colocar lá dentro o que vos apetecer e, dependendo da idade, objectos maiores ou menores. Ele estava mesmo ao pé de mim e por poder vigiar o tempo todo decidi colocar os feijões. Convém ir alterando para que seja sempre uma surpresa ver o que está lá dentro.

Bolas e cestos nunca falham.

Quem não gosta de um cantinho especial para pôr a leitura em dia.

Usar caixas para fingir que são carrinhos. Só é preciso que alguém empurre...!

Eu descasco de um lado e o Tiago finge que está a preparar um prato de esparguete com legumes...

Fazer biscoitos, muito educativo mas ele só gosta mesmo é de amassar porque o resto eu que o faça! Mas digamos que a massa fica muito bem amassada.
E é isto, dou voltas e voltas à cabeça para distrair o meu pimpolho. Espero que vos ajude a distrair os vossos.

Desejo um dia entretido a todos.
assinatura

Comentários

  1. Boas ideias! a minha está nessa fase... obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Gosto especialmente da foto em que está a lavar a louça de chucha ;)

    Birras?!ui ui também estamos nessa fase.

    ResponderEliminar
  3. É incrível como as crianças se distraem basta imaginação:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Ideias fantásticas e que ajudam a exercitar a imaginação dos mais pequeninos:) Fiquei agradavelmente surpreendida com as brincadeiras. Não tenho filhos, mas as crianças que me rodeiam são "inundadas" de brinquedos (ñ por mim!) pelos avós, tios, padrinhos e até pelos pais. Dão brinquedos mas dão pouco mais que isso e essa situação entristece-me. Não é preciso uma montanha de brinquedos para entreter uma criança, apenas dedicar um pouquinho de tempo e atenção a essa tarefa:)
    beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…