Avançar para o conteúdo principal

Safari alentejano :)

Olá a todos.

Este fim-de-semana que passou fui fazer o tal passeio que falei aqui.

Já há muito tempo que queria ir ao Badoca Park. Sabia que, provavelmente, o Tiago ainda não ia ligar muito aos animais mas fazer o safari propriamente dito e poder brincar na aldeia africana (muito gira!) talvez fossem suficientes para se divertir. Não me enganei.

Deixo algumas imagens maravilhosas e mais abaixo explico como poupámos nesta viagem.

 

Girafa

 
 






 

As três últimas imagens são da aldeia africana (não tirei fotos de tudo)


 Sobre a poupança e já agora um feedback do passeio:

Gostámos muito do passeio e foi maravilhoso ver os animais à vontade em ambientes mais naturais (com excepção dos tigres que tinham um espaço um pouco reduzido). O Tiago pulou, correu, saltou, deu atenção a alguns animais (aqueles que estavam mais perto dele) e no safari o que mais lhe interessou foram... as rodas do reboque! Não experimentámos o rafting pela fila enorme que estava, nem o trampolim (acho que nem chegaram a abrir) e não fizemos a sessão de alimentação dos Lémures (ainda bem porque estar lá 10 minutos e pagar 12,50€ por pessoa, não vale a pena).

Preferi fazer o passeio agora para evitar o calor do pico do Verão. No entanto penso que só voltarei a fazer nova visita (para experimentar o rafting, o trampolim e ver o que não conseguimos desta vez) quando o Tiago tiver para ai uns 5 ou 6 anos. Na minha opinião os preços são demasiado altos para fazer as pessoas voltarem uma segunda vez. Daí haver sempre vouchers e descontos nos bilhetes.

Já na despesa posso dizer que poupámos num lado e gastámos noutro. Poupámos porque conseguimos dois vouchers, um do BPI, para duas entradas de adulto e outra de criança (esta última não utilizada porque o Tiago não paga)  e outro da Sapo (50% de desconto em dois bilhetes de adulto). Feitas as contas, em termos de bilhetes pagámos apenas 16,50€ (bilhetes dos meus pais). Se não tivéssemos estes descontos pagaríamos  4 x 16,50€ = 66 € (daí o meu comentário acima). A isto juntamos o valor das portagens e gasolina e já temos uma senhora conta.

Onde gastámos mais e sem necessidade? Na alimentação. Eu, feita parva, não quis levar comida de casa (nem me reconheci) e acabámos por comer no restaurante de buffet (a 13€/pessoa e não incluía bebida, sobremesa e café!!!)), super caro e com muito pouca variedade. Não liguei ao feedback que li de outras pessoas (ninguém referia preços, era mesmo só a pouca variedade) e fiz esta enorme asneira. E percebi isso no instante em que cheguei e vi muitas pessoas a carregarem geleiras... Ainda fiquei pior quando me dei conta que os pequenos quiosques disponibilizam microondas para aquecer a comida. (aaahhh...)

De resto foi bom para sair da nossa rotina normal

Notas mentais para uma futura visita (ou para quem está a pensar lá ir pela primeira vez):

  1. Ir apenas quando os rebentos tiverem mais de 3 anos (já se interessam pelo que vão ver e a sesta não atrapalha tanto) para conseguirem ver o parque todo como deve ser;
  2. Tentar sempre ter algum desconto nos bilhetes;
  3. Levar comida de casa;
  4. Ir cedo, de preferência estar lá pela abertura para poderem aproveitar tudo com calma (O safari é marcado na bilheteira, pela ordem de chegada e o rafting é capaz de estar mais calmo de manhã, digo eu);
  5. Andar com um mapa do parque e se possível planear as voltas a dar antes de ir. Aquilo é enorme e depois falha sempre alguma coisa (Connosco falhou e por isso digo para não se ir com crianças tão pequenas).
Mais info aqui 
 
E vocês já visitaram o parque alguma vez? Gostaram? Contem-me tudo.

Desejo um dia divertido a todos
assinatura

Comentários

  1. Ola,
    Nós fomos em Agosto do ano passado, éramos 2 casais com 5 crianças e comprámos bilhetes numa promoção no odisseias, ficou a metade do preço. Tambem acho que as entradas são muito caras, mas acredito que um parque com tantos animais e com aquela dimensao deve ficar caríssimo manter. O rafting é super giro, tirando a parte que fiquei molhada da cabeça aos pés. Ah e levámos o almoço.... já que o €€ é limitado há que arranjar formas de poupar nos programas. Ahh, a malta gostou muito, é um dia bem passado. Bjs

    ResponderEliminar
  2. Nos fomos a quase 2 anos, a mais pequena tinha somente 4 meses não viu nada mas os maiores adoraram,o ano passado fomos ao monte selvagem aproveitamos e fizemos uma escapadinha de 3 dias por evora,muito bonito,mais barato(o parque)e muito giro tambem adoramos e a mais pequena já com quase 2 anos delirou com os animais..levamos semrpe o almoço,pois 5 a comer sai carissimo,e quando ficamos por evora iamos ao supermercado e comprávamos já comida pronta.

    ResponderEliminar
  3. Este ano já fizemos outro passeio,que nos saiu furado pois acabei por ter que ficar 1 semana no hospital com o mais velho pois foi operado de urgência,fomos ao jardim zoológico,pagamos entrada e não vimos nada...

    ResponderEliminar
  4. Olha já lá fui 2 vezes e também acho o preço dos bilhetes um roubo!
    E pessoalmente, acho que nem chega a compensar...
    Não tenho filhos, por isso nem tenciono ir lá tão cedo... prefiro mil vezes o zoo....
    Também levava comida pois apesar de não saber os preços dos restaurantes e das coisas de lá (e obrigado por avisares) já calculava que barato não era....
    Da 2ª vez que lá fui, como vinha de uma zona lá perto, não foi tanto o gasto... Já que tinha que passar lá ao lado mesmo, aproveitámos e entramos que o namorado nunca tinha lá ido =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Ola. eu tb comprei os vouchers da sapo e tenciono ir la pra semana uma vez que vamos fazer uma escapadela em evora de 3 dias (um voucher de 2 noites que compramos nos e outro de 1 noite oferecido). Achas que é preciso o dia todo para ver o parque? obrigada por avisares isso do restaurante sendo assim tb vou levar algo pra comer...

    ResponderEliminar
  6. Olá,

    Já lá estive duas ou três vezes, há uns anos atrás. No geral, todos gostámos, mas ainda assim achei que podiam fazer mais qualquer coisa com o espaço disponível, tendo em conta o preço dos bilhetes. Claro que manter tanta bicharada não deve custar pouco, mas no geral, comparando com outros sítios que tenho visto, ainda lhe faltava qualquer coisita.

    Tens toda a razão em relação à alimentação: por norma, levo sempre piquenique atrás. Compensa muito.


    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Organização do móvel da cozinha - antes e depois

Organização é um tema que gosto bastante de falar aqui no blog. Não faço tantos posts quanto gostaria mas isso não quer dizer que não vá fazendo pequenas organizações aqui e acolá. Gosto de ler tudo o que está relacionado porque os benefícios que me tem trazido são imensos. São eles:
- Redução de stress  e ansiedade; - Menos acumulação de tralha se existir um lugar para cada coisa; - Maior produtividade (porque não perdemos tempo a procurar coisas); - Maior rapidez nas limpezas; - Mais descanso ou momentos de lazer;
Mas com isto não quero dizer que a organização se faz num abrir e fechar de olhos. Leva tempo, garanto-vos. Primeiro porque não se consegue fazer tudo de uma vez (para ser bem feito, há que pensar bem no que se pretende) e, segundo, porque a organização escolhida pode não resultar. É mesmo na tentativa-erro. 
Cá em casa há ainda muito que fazer mas com calma e um bocadinho de cada vez, conseguimos uma maior fluidez no dia-a-dia.
Um dos cantinhos que há muito "gritava…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…