Avançar para o conteúdo principal

Experiências com detergentes caseiros

Ainda sobre o post de hoje, venho mostrar duas situações onde utilizei as matérias-primas da tal caixa para fazer dois produtos de limpeza na hora.

Uma foi apenas bicarbonato de sódio com água (formei uma pasta) que esfreguei nas grelhas do fogão para tirar a gordura. Depois de esfregar, deixei actuar cerca de 2 horas e depois tirei com água. Gostei do resultado e adorei o facto de não ter ficado um cheiro horroroso a detergente desengordurante...

A outra foi uma pasta de sal, farinha e vinagre para limpar o lava-loiça (3 colheres de chá de sal fino + 1 colher sopa de farinha + vinagre para formar a pasta). Também gostei porque consegui tirar as manchas que a água vai deixando e ficou brilhante.




Por último deixo uma dica para limpar os bicos do fogão, penso que já muitas pessoas conhecem, em que basta mergulhar os bicos quentes, numa mistura de vinagre e água (mais vinagre do que água). Costumo deixar de molho um par de horas e depois a limpeza é muito mais fácil.


E assim, aos poucos, vou conseguindo substituir os detergentes comerciais por estes caseiros que são bem mais saudáveis e amigos do ambiente.

assinatura

Comentários

  1. São boas dicas, sim senhor. Um dia destes partilho as minhas receitas, também já consegui substituir muitos detergentes de compra pelas alternativas caseiras. É tão compensador, a vários níveis!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A partilha é sempre boa. Tenho ainda muito que aprender.

      Venham de lá essas receitas ;)

      Bjs

      Eliminar
  2. Boas ideias! Vou experimentar! Obrigada.

    ResponderEliminar
  3. bOM DIA,

    E POR EXEMPLO A PASTA PARA LIMPAR O LAVA LOIÇA DEPOIS PODE SER GUARDADA OU CONVEM GASTAR TUDO NESSA VEZ?

    OBRIGADO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana,

      Na bíblia (de onde tirei a receita) dizia para apenas fazer na altura e deitar o que sobrasse fora. Não explicava porquê mas eu sou muito bem mandada :)

      Optei foi por fazer pouco (uma tacinha apenas) e usei tudo para não deitar nada fora.

      Bjs

      Eliminar
  4. Olá Anabela, eu já fiz a experiencia com os detergentes caseiros, mas não me dei mt bem, mas continuo a lavar o chão com vinagre. bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh que pena, o que correu mal? Já não é nada mau utilizares o vinagre.

      Bjs

      Eliminar
  5. Boas ideias, eu também já substitui muitos detergentes aqui em casa
    bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Estas são sempre excelentes ideias... já agora, alguma dica para limpar e branquear as juntas dos azulejos da banheira?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está um post quase terminado para falar sobre isso. Não é uma solução maravilhosa mas ajuda um pouco.

      Bjs

      Eliminar
  7. Adorei principalmente a limpeza da banca:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Boa Tarde..

    Os bicos devem estar quentes quando os coloca-mos na água?
    Fiquei com essa dúvida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá anónimo.

      Sim, bem quentes, de preferência, para amolecer as gorduras que lá estão.

      Eliminar
  9. A Anabela, não me respondeu aqui, como costuma fazer, mas por email, dando-me apenas este link.
    Já fui a 2015/05/experiencias...., mas respondem-me que a página não está disponível.
    Pode dar-me a resposta aqui? Por favor.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…