Avançar para o conteúdo principal

Cuidar mais de mim: Parte I - Alimentação

Olá a todos.

Uma das resoluções que fiz para este ano foi cuidar mais de mim. Não precisei escrever este objectivo porque é algo que já devia fazer desde sempre. Mas com a azáfama do dia-a-dia fico sempre para trás. Não é desculpa, eu sei, mas o cansaço de ir fazendo outras coisas é tanto que já não consigo mesmo. E não devia ser assim, porque ao cuidarmos de nós melhoramos a nossa auto-estima e, consequentemente, a forma como lidamos com os outros também.

Mas para cuidarmos de nós é preciso arranjar tempo, tempo esse fácil de conseguir se destralharmos e simplificarmos o nosso dia-a-dia.

Para ter mais consciência do que pretendo mudar, fiz uma lista onde tenho as seguintes áreas:

1. Alimentação
2. Vestuário
3. Beleza e Saúde
4. Lazer 

Hoje falarei do ponto 1.

1 - Alimentação
Passa por fazer refeições mais saudáveis e mais variadas (fazendo o máximo possível de comida caseira), com horários mais certinhos. Uma dessas alterações, que finalmente consegui implementar, foi nos pequenos-almoços. Eis alguns exemplos:

 

 

Em baixo poderão fazer o download da lista de opções que criei para mim (basta clicar na imagem). Talvez inspire mais alguém a variar. Aviso já que muitos deles não são para quem está de dieta rigorosa e que sou viciada em café. Preciso mesmo da droga para começar bem o dia...e já agora a tarde também!

 

Outro ponto que quero melhorar é a quantidade e qualidade do que como. O meu peso mantém-se estável há algum tempo, talvez pela enorme quantidade de frutas e legumes que consumo, pois asneiras faço muitas. Já disse anteriormente que não faço dietas malucas (e raramente leio sobre isso) e não me privo de certas coisas (comer os meus docinhos, por exemplo). O que me interessa saber é como é que o peso alcançado é mantido. Fechar a boca qualquer um fecha para chegar onde quer,  mas...e depois? Aqui é que reside o verdadeiro desafio, não concordam?

Pois eu coloco em prática algumas dicas. São elas:

a) Nunca tenho em casa alimentos que sei que devoro se estiverem disponíveis (para mim são batatas  fritas);

b) Utilizo um prato mais pequeno em refeições mais calóricas pois ajuda a diminuir a quantidade ingerida (o prato ao lado não é muito calórico mas ao lanche tinha comido que nem uma alarve, a bem ver nem devia era ter jantado mas enfim...);

c) Esqueço que existem refrigerantes e acompanho a refeição sempre com água. Para quem não gosta de beber água, que tal adicionar umas gotas de limão para dar sabor? Outra opção são os sumos de fruta naturais sem adição de açúcar;

d) Como sopa ao almoço e ao jantar. Enchemos o estômago e não comemos tanto do segundo. Além disso ingerimos legumes, tão importantes para uma alimentação saudável (nem sempre consigo isto mas na maioria das vezes é o que acontece);

Gelado caseiro feito com iogurte
e) Opto por versões menos calóricas de doces que gostamos. Por exemplo, faço gelados a partir de batidos de fruta feitos com iogurte caseiro;

d) Mexo-me! Detesto fazer exercício físico mas também não posso, nem devo (nem consigo!) estar sentadinha o dia inteiro. Por isso faço vários passeios com o Tiago. Sempre que possível evito usar o carro. A natação com ele também tem ajudado muito e vamos ver se iniciamos passeios de bicicleta a três (porque o Tiaguinho já tem banco na bicicleta, depois mostro!)

e) Registo o meu peso uma vez por semana. Vejo se há alguma alteração mais acentuada que peça medidas drásticas para voltar ao normal.

Espero ter ajudado com estas dicas.

E vocês, como fazem para manter o peso? Mais dicas são sempre bem vindas.  

Desejo um dia equilibrado a todos
assinatura

Comentários

  1. Post perfeito! Ainda hoje de manhã pensei comigo " tenho de variar o que como,já enjoei leite com pão..."
    :)

    este post veio mesmo a calhar! Obrigada!

    Vou já imprimir e afixar no frigorifico:)

    bjs

    ResponderEliminar
  2. Ai mulher, não me fales em peso. Isto por aqui está um bocadinho descontrolado (os anos da minha filhota com tanto doce e depois o que sobrou - apesar de ter distribuído algum mal pelas aldeias - e fui "obrigada" a comer, deu cabo da linha - "antes fazer mal do que se estragar" - já diz um amigo meu :P).

    Ando a ver se mudo a minha alimentação que o truque está nisso e não em dietas malucas que depois de acabarem, trazem-nos todos os quilos de volta e mais alguns.
    A nível de exercício, nunca fiz tanto...mas pelos vistos não chega....
    Os pequenos almoços já estão a ser substituídos por corn flakes (daqueles que sabem a cartão :P) sem nenhuma adição de açúcares e por vezes coloco sementes de linhaça lá dentro.
    O que preciso mesmo é de juízo!

    ResponderEliminar
  3. Olá Anabela ,tambem uma da resoluçoes deste ano foi cuidar mais em mim.Tenho conseguido com muita dedidaçao.Força para ti tambem , gostei muito do teu blog ,vou começar a seguir.
    Xoxo
    Lulu

    ResponderEliminar
  4. Parabéns pelo blog! Encontrei-o há pouco tempo e já dei por mim a seguir dicas aqui escritas! Pois eu também precisava de algo assim. Os meus pequenos almoços baseiam-se sempre e invariavelmente em leite simples sem açúcar com pãozinho com manteiga! é a única coisa que não me continua a saber mesmo bem pela manhã. Quanto ao resto das refeições tento variar bastante e colocar legumes o mais que posso.
    Mas também sinto uma dificuldade enorme quanto à implementação de exercício! O meu filho pequeno (2 anos) é eléctrico, esgota-me completamnete as forças... e entre tomar conta dele e o trabalho não consigo encaixar tempo para isso. Ou não consigo discernir como o possa fazer! Mas talvez um dia encontre o caminho ;) beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Uma medida que também decidi começar a fazer foi a tomar o pequeno almoço e noto diferenças! Principalmente não sinto fome à noite, depois do jantar...
    Para não dizer que me obrigo agora a beber 1,5l de àgua todos os dias e também ajuda =)

    Olha vinha-te aqui pedir um favor...
    Eu segui a tua receita e a de uma outra menina dos bollycaos... Decidi fazê-los e ficaram tipo pão... A massa deles ficou muito rija..

    Poderias passar lá no blog, veres as imagens e tentares ajudar-me a dizer o que fiz mal?

    Agradecia imenso se me fizesses esse favor... Gostava de os voltar a fazer mas para sairem assim de novo, já não me meto nisso =S

    http://eutambemtenhoumblog11.blogspot.pt/

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia.

      Já lá fui e penso que descobri o problema. Vai lá ver e depois diz qualquer coisa, aqui ou lá.

      Beijocas

      Eliminar
  6. Obrigado Anabela =)

    Pois o fermento que pus foi do normal.... Para a próxima a ver então se compro e ponho do outro...
    Ainda pensei que fosse mal amassado... Ou dos ovos... Para ficar mais fofinho...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada :)

      Ainda bem que consegui ajudar. Depois diz como correu a segunda tentativa.

      Bjs

      Eliminar
  7. Eu nunca consegui fazer dietas malucas e aliás, raras vezes fiz dieta na minha vida. Eu adoro comer e tirar-me à boca, é uma tortura :) Claro que se antes tinha 15 anos e nada fazia mal, agora com o dobro da idade as gorduras instalaram-se e teimam em não ir embora :) Por isso, o que tenho feito ultimamente é simplesmente... comer menos! Em vez de encher o prato e repetir a comida, como só um bocadinho. Também tenho bebido mais chá (água não consigo) e tento cortar nos chocolates, enchidos e essas coisas que adoro e me fazem mal :( Quanto ao exercício... devia fazer mas já chego tão cansada a casa... que já nem me apetece mexer mais.
    Mas tu continua com a tua determinação que vais conseguir! :)) Já deu para ver que és uma mulher de cumprir objectivos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Organização do móvel da cozinha - antes e depois

Organização é um tema que gosto bastante de falar aqui no blog. Não faço tantos posts quanto gostaria mas isso não quer dizer que não vá fazendo pequenas organizações aqui e acolá. Gosto de ler tudo o que está relacionado porque os benefícios que me tem trazido são imensos. São eles:
- Redução de stress  e ansiedade; - Menos acumulação de tralha se existir um lugar para cada coisa; - Maior produtividade (porque não perdemos tempo a procurar coisas); - Maior rapidez nas limpezas; - Mais descanso ou momentos de lazer;
Mas com isto não quero dizer que a organização se faz num abrir e fechar de olhos. Leva tempo, garanto-vos. Primeiro porque não se consegue fazer tudo de uma vez (para ser bem feito, há que pensar bem no que se pretende) e, segundo, porque a organização escolhida pode não resultar. É mesmo na tentativa-erro. 
Cá em casa há ainda muito que fazer mas com calma e um bocadinho de cada vez, conseguimos uma maior fluidez no dia-a-dia.
Um dos cantinhos que há muito "gritava…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…