Avançar para o conteúdo principal

Bolicao caseiro

bolicaos_caseiros
E cá está a receita que utilizo para fazer os nossos bolicaos caseiros (o Tiago não come chocolate por isso só lhe dou a parte do pão). Mamãs por aí que tenham filhotes dependentes desta desgraça, experimentem esta receita e vejam se os vossos filhotes a preferem em vez dos comerciais. Não é que fique assim uma coisa super parecida com o original mas é tão bom que provavelmente eles acabam por gostar. 

Já tentei fazer o recheio de duas formas, colocando os quadrados de chocolate ou fazendo um creme, mas este último não resultou porque é absorvido pelo pão (uma das imagens mostra o recheio em creme). Por isso, o que faço é aquecer um pouco o "bolicao" antes de o comer, para o chocolate ficar derretido ;)

A receita que utilizei é adaptada desta da Joana Roque. Aquilo que lhe adicionei foi uma colher de sopa bem cheia de farinha custard porque lhe dá um sabor diferente e diminui a quantidade de farinha normal. Ficam sempre muito fofinhos.

Ingredientes:

- 8g de fermento de padeiro fresco ou 1 saqueta de levedura seca
- 250ml de leite morno
- 75g de açúcar
- 75g de manteiga derretida
- 475g de farinha
- 1 colher de sopa (bem cheia) de farinha Custard
- uma pitada de sal

Preparação:

Na MFP: Colocar os ingredientes pela ordem indicada e utilizar o programa de amassar.
Manual: misturar o leite com a manteiga derretida, o açúcar e o fermento. Acrescentar depois as farinhas e o sal e misturar bem.
Amassar tudo muito bem até ficar uma massa elástica. Deixar repousar alguns minutos. 

Estender a massa numa bancada enfarinha e cortar da forma que vêem na figura...


 Colocar o recheio... (nesta experimentei em creme derretendo o chocolate com um pouco de manteiga e leite)


Enrolar e deixar levedar durante algum tempo. Ao fim de uma hora estavam assim...


 

Pincelei com leite morno antes de os meter no forno (180ºC) durante cerca de 20 minutos. A foto mostra como ficaram. Não muito direitinhos, é certo, mas maravilhosos de sabor :) Para a próxima vou fazê-los mais pequenos porque estes eram gigantes. Assim não me desgraço tanto de cada vez...

Falta uma imagem de como fica por dentro (enquanto me deliciava esqueci-me da foto, sorry...) mas hei-de tirar uma porque daqui a pouco vou fazer mais.

Quem experimentar depois diga de sua justiça.
Bom Apetite!

Desejo um dia docinho a todos.

Comentários

  1. Já há bastante tempo que andava a procura de uma receita de bollycaos... Porque os de compra são muito caros =S

    Agora tenho a tua receita e tenho uma que vi num site espanhol =)

    ResponderEliminar
  2. Adoro o teu blog. Sempre muito boas ideias. O meu pessoal vai delirar com estes bolicaos.
    Bjkas

    ResponderEliminar
  3. hum... devem ser muito bons!!
    Essa receita deu para 12 como mostra na 2ª imagem? Fico a aguardar foto do interior!!;-)
    bj

    ResponderEliminar
  4. Já tenho feito, com essa mesma receita ( só não ponho a farinha custard) e posso comprovar..ficam muito bons :D

    bj

    ResponderEliminar
  5. Que chocolate usaste para o recheio? Foi chocolate negro de culinária?

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Perece excelente. Vou tomar nota para experimentar, talvez no fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  7. Esta receita vai ser feita de certeza na minha cozinha também, mas tenho sempre uma questão onde compram a farinha custard?? Não consigo encontrar no supermercado, será q procuro no sitio errado???

    Alguém me ajuda?

    E Parabéns pela tua cozinha e não só...

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Já está guardada!!!
    Obrigada.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Alguém me explica o que é isso da farinha custard? Procurei no site do continente e n encontrei. Obrigada pela receita :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel.

      Farinha custard não é mais do que farinha maisena com aroma de baunilha (e corantes, daí a cor amarelada).

      A última vez que comprei foi no Pingo Doce. Ao fazer uma pequena pesquisa também descobri que caso não se tenha este tipo de farinha, se pode usar um pacote de pó para fazer leite creme, levam os mesmos ingredientes.

      Espero ter ajudado. Fica a imagem do que deve procurar.

      http://3.bp.blogspot.com/_r0awCpfi0WE/SLvqsB-JOJI/AAAAAAAAAjg/U0EsYkwtAqo/s320/Farinha+custard.JPG

      Bjs

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…