Avançar para o conteúdo principal

Plasticina caseira

Olá a todos.

Tenho imensas coisas para vos contar, algumas já atrasadas, mas não consegui deixar passar mais um dia sem vir cá escrever tim-tim por tim-tim como fazer esta fantástica plasticina caseira. Vi imensas receitas na internet mas nunca experimentei nenhuma porque todos se queixavam do mesmo, que não era muito elástica e deixava as mãos muito secas.


Entretanto fui parar a um site (este) onde encontrei uma receita de plasticina caseira mais elástica que, ao levar óleo na sua confecção, não deixava as mãos tão secas. No site dizia para juntar os ingredientes todos e aquecer até formar a plasticina mas isso implicava fazer uma "fornada" para cada cor. O que optei por fazer foi cozinhar a massa toda de base e depois de feita, adicionar os corantes e amassar até ficar uma cor homogénea.

Passemos então à receita (a original está aqui):

- 355 ml de água
- 236g de amido de milho (maizena)
- 476g de bicarbonato de sódio
- 1 colher de sopa de óleo
- corante alimentar

Nota: a medida de 1 cup poderá ter várias conversões em gramas dependendo do ingrediente, geralmente menos quantidade se for seco e mais quantidade se for líquido. Eu simplesmente fiz a conversão como se fossem ml e usei a medida em gramas. O meu resultado final foi bom e por isso coloquei a receita tal como eu a fiz. Poderá ter ficado um pouco mole demais, por isso podem tentar fazer com menos maizena e bicarbonato de sódio, mas não retirem muito, apenas algumas gramas.

Preparação:

1- Colocam todos os ingredientes numa panela (com excepção do corante) e levam a lume brando até começar a engrossar. Primeiro vai formar uns grumos estranhos mas continuem a mexer que desaparecem.

2 - Depois de engrossar fica algo deste género:



3 - Coloquem em cima de um tapete de silicone ou de uma bancada e amassem para ficar com um aspecto mais homogéneo e depois dividam em 6 bolinhas pequenas. Coloquem corante alimentar para fazer as cores pretendidas. As minhas ficaram assim com cerca de 1 colher de chá mal cheia de corante alimentar. Utilizei as cores primárias (azul, vermelho e amarelo) e misturei-as para fazer depois as secundárias. Ficará algo deste género:

 


 4 - Brincar, brincar, brincar...
(não sei se repararam mas aqui a mamã também brinca... ihihih)

5 - No fim colocar em sacos hermeticamente fechados e guardar até uma próxima utilização.

Espero que tenham gostado. Qualquer dúvida, já sabem, email ou comentários.

Desejo um dia colorido a todos.

Comentários

  1. E que diversão é =D

    Também já fiz biscuit, super fácil e económico, e depois seca ao ar não é preciso ir ao forno, óptimo para modelagem em geral.

    Beijinhos e divirtam-se muito.

    ResponderEliminar
  2. Optima ideia, mas o meu filho chega a pontos que mistura a plasticina toda e no fim fica com um grande bocado de plasticina cinzenta :)

    ResponderEliminar
  3. Espetaculo! Nem sabia que existia plásticina caseira!! :O

    ResponderEliminar
  4. Artes da Guida,

    Pois, esta plasticina, tal como todas as outras, se a misturarmos fica tudo estragado. O segredo é deixá-lo mexer cor a cor, até porque ainda é muito pequenino e não faz bonecada. Mais tarde logo se vê como se fará, provavelmente brincará comido na mesma e por isso tentaremos não misturar as cores, mas vai ser difícil! Por enquanto é assim que brincamos.

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Sempre com experiências novas, esta Anabela :)
    Muito engraçada a ideia!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Nunca imaginei que existia plásticina Caseira. Adorei a dica. Obrigada por partilhares. Um beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Olá Anabela!

    Achei muito interessante este post, porque não conhecia esta receita e é realmente muito boa.
    Obrigada pela dica!

    Beijinhos,

    Pipinha

    ResponderEliminar
  8. Porreiro! Nunca pensei que houvessem receitas caseiras de plasticina.

    Uma pergunta: é durável, não apodrece?

    É uma ideia gira para pôr os miúdos a fazer. Em vez de bolos, podem fazer a sua própria plasticina :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Carla,

    Penso que dura algum tempo mas essa parte estou a testar. Quando vir que se estragou venho cá dizer quanto tempo dura, ok?

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Adorei a ideia, um dia vou tentar fazer para a minha sobrinha...

    Obrigada pela partilha.

    Beijinhos**

    Bags...

    ResponderEliminar
  11. Que giro, nunca pensei que isto existia em formato caseiro :)

    ResponderEliminar
  12. Mas que boa ideia...Vou tentar aproveitar para mim também...

    ResponderEliminar
  13. Olá amiga

    Muito boa ideia , obrigada pela partilha .
    Beijocas da Xanó

    ResponderEliminar
  14. BOa ideia tenho que fazer pro meu pequerruxo, agora tou mesmo a ver o meu é um comilão acho que o problema cá em casa nao vai ser nem estragar nem misturar as cores vai ser mesmo é desaparecer, rsrsrsrs.
    BJos e obrigada pela receita.

    ResponderEliminar
  15. Essa plasticina e a mesma massa do biscuit? ela se desfaz ?, porque já fiz a massa de biscuit igual a essa, só não leva bicabornato.
    gostei, se puder me responder ficarei feliz bjs.

    ResponderEliminar
  16. ola.. eu continuo á procura de receitas que não levem corantes alimentares, mas sim colorantes naturais. è que apesar de ter comprado colorante, ao chegar a casa li nas instruções que a contraindicação é que pode causar excitação nas crianças!!!!!????KK???
    E isto em colorantes que compramos para decorar os bolos dos nossos pequenos????
    agora tenho ali os colorantes guardados no frigorifico á espera de lhes dar um uso que não inclua manuseamento com as mãos, nem uso culinário :(

    ResponderEliminar
  17. Olá, Anabela! Também tenho um Tiaguito, com 27 meses, e ando sempre à procura de coisas novas para ocupar o seu tempo. Gosto de estimular a sua criatividade e aqui tenho visto dicas muito interessantes que irei com certeza por em prática. Vou experimentar esta plasticina! ;).
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Olá, eu já experimentei mas sem ir ao lume (misturando água quente). Que marca de corante usaste? É que o que eu experimentei não ficou com as cores tão vivas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, obrigada pela dica, assim até será mais rápido, presumo.

      Os corantes que usei são da marca Rayner's, comprados num minimercado aqui da zona. Não encontro em hipermercados. Mas olha a questão tem a ver com a quantidade que coloquei e não a marca em si. Os frascos são de 28 ml e não daquelas bisnagas pequeníssimas, logo usei e abusei, dai as cores.

      Tenta colocar mais e verás diferença.

      Bjs

      Eliminar
  19. fantástico, adorei, adoro limão

    ResponderEliminar
  20. Olá não conhecia essa receita de plasticina , tenho uma no meu blog com farinha de trigo e beterraba. A sua está com um ótimo aspecto. Parabéns!Eu uso o amido de milho para fazer tinta natural para as cças pintarem.bjinhos

    ResponderEliminar
  21. Boa tarde. Antes de mais quero parabilizà-la pelo blog. Queria fazer esta plasticina mas tenho uma dúvida: Qual a validade da mesma? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela mensagem.

      Cheguei a fazer um post sobre isso no blog. Cá está ele.http://www.aproveitaravida.pt/2012/12/acerca-da-plasticina-caseira.html

      Cmptos

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…