Avançar para o conteúdo principal

Das famílias perfeitas...

Olá a todos

Primeiro que tudo desculpem a ausência mas as coisas por aqui não tenham estado fáceis. Mais para a frente já explico.
Antes quero falar um pouco sobre a razão do título deste post. Já várias vezes que leio, noutros blogues, posts a criticar aquelas pessoas que só fazem posts bonitinhos em que tudo corre bem, não há chatices, os filhos são uns anjinhos, e etc, etc, etc... Não sei se a razão de terem esse tipo de blogues é apenas para viver uma vida no mundo virtual que não existe no mundo real ou se apenas têm receio de mostrar as suas fraquezas, o que é certo é que famílias perfeitas não existem.

E o que quero aqui dizer é que se acharem que o meu blog é assim, em que nunca acontece nada de mal, desenganem-se porque acontece. O Tiago tem os seus momentos, também discuto com o marido, também me irrito e há dias que mais vale nem sair da cama. O que acontece é que simplesmente não falo disso aqui porque o objectivo do blog não é nem nunca foi falar da minha vida privada, porque ela é isso mesmo, privada.

De qualquer forma, opto por contar bocadinhos da minha vida para recordar, para dar ideias, para mostrar ao Tiago, sei lá, simplesmente porque sim, porque me apetece. Gosto muito mais de ver posts alegres do que tristes. E pronto, já disse o que queria, estava entalado há muito tempo, desculpem.

Gostaria muito que este post fosse alegre mas infelizmente não vai ser. A razão da minha ausência, a luta contra uma segunda depressão (parece assombração). Sem razão aparente, apenas querer fazer muita coisa ao mesmo tempo e não conseguir (o corpo quebra, é claro). Ainda não estou medicada mas felizmente ou infelizmente, nem sei bem, consigo perceber os sinais da desgraçada ainda ela não se abateu sobre mim totalmente (e espero que não aconteça). Portanto ando a fazer tudo a 50/h em vez dos 200/h e isso faz com que muita coisa fique para trás. Mas de qualquer forma estou a tentar saber se algo mais se passa, não que seja mais grave mas é a tal história de se andar a tomar medicação para um sintoma e não se atacar a causa.

Por isso não prometo nada de posts porque não sei se os consigo fazer. Apenas posso dizer que consegui fazer quase todos os objectivos de Janeiro (iupi!) e já tenho preparados os de Fevereiro. Coisas que quero falar, só para vos aguçar a curiosidade, do meu novo champô, bálsamo de lábios e sombras para os olhos, caseiros. Da nova rotina de actividades do Tiago e das traquinices dele (está um verdadeiro doce e reguila ao mesmo tempo), do meu poster grande do quarto e de um xarope de cenoura com um twist. 

Desejo um dia muito, mas mesmo muito saudável a todos




Comentários

  1. As melhoras.

    Um beijinho.

    Mónica - A Dona de Casa Perfeita
    www.organizaracasa.com

    ResponderEliminar
  2. Antes de tomares qualquer medicação experimenta o 5 HTP:

    http://www.copacabanarunners.net/5-htp.html

    Encontras no Celeiro ou em ervanárias. E depois quando estiveres melhor volta para dar as receitas dos teus produtos. Fiquei muito curiosa!;P

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito! Também acho que não há famílias perfeitas mas é como dizes vamos colocando as coisas boas que é para ver se espantamos as más!! Entretanto desejo rápidas melhoras e muita força para viver! bjoka
    http://joa-nices.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Ah é verdade volta rápido porque precisamos da tua inspiração!! Bjss

    ResponderEliminar
  5. Não és a unica a passar por isso! As familias perfeitas só existem nos filmes, não na vida real.
    Força, é uma fase má mas há-de passar!
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. O que eu não gosto mesmo nada de ler nos blogs é posts intermináveis de coisas que correm mal... aborrecem-me e deprimem-me! Mas se calhar quem os escreve não os conseguiria escrever de outra maneira!
    Comentar uma vez ou outra um azar é uma coisa, escrever coisas deprimentes todos os dias.... é complicado de ler, pelo menos para mim é!

    Eu poderia ser a tal, dos posts bonitinhos, que diz que a vida corre bem (e corre), que o filho é calmo e sossegado (e é), que até nem tenho muito sobre o que me queixar (e de facto não tenho).
    Certamente a vida também me dá momentos maus (que dá), mas os bons superam largamente os maus e acredito que mantermos o espirito positivo e um sorriso na cara é a melhor forma de levar a vida!

    Acredito que a melhor forma de vida é calma e descomplicada e é esse ambiente que tento que exista minha volta!

    ResponderEliminar
  7. Sabes que a leitura desses post's bonitinhos de família perfeitas são muitas vezes a causa de tristeza para muitos leitores.
    Porque as pessoas acreditam nisso e depois tentam igualar e começam a comparar as suas vidas com a dos donos desses blogs e não conseguem os mesmo resultados. E porquê? Porque a maior parte das vezes são enganadores.
    Cada pessoa tem a sua vida e não tem de cobiçar a vida aparentemente boa do vizinho.

    Quando leio blogs mais tristes, por vezes é quando dou importância ao que tenho. O que é errado, uma vez que devia fazê-lo todos os dias.

    Graças a Deus pela minha vida, que tal como diz a Gaspas: "...os bons (momentos) superam largamente os maus", por isso o saldo é positivo.
    E sem Deus na nossa vida, é tudo muito mais triste.
    Agarra-te a Ele.
    Beijinhos e força.

    PS- Já experimentaste fazer acupuntura? Conheço uma pessoa que andou anos num psiquiatra/psicólogo e só a acupuntura resolveu a depressão.

    ResponderEliminar
  8. Acho que a vida só é perfeita quando conseguirmos aceitar as nossas imperfeições e as imperfeições de quem amamos!!!

    Quanto à tua depressão, desejo-te do fundo do coração as melhoras rápidas e que os 50 km por hora sejam suficientes para começares já a melhorar. Vais sair desta em breve! Ânimo!!!!!

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  9. Olá Anabela,
    Gosto muito do teu blog!
    O que é preciso é optimismo!...
    As tuas rápidas melhoras...
    Bj grd,
    Teresa C.

    ResponderEliminar
  10. As familias perfeitas existem sim.Marido e mulher que discutem, que têm dias que nem se podem ver,filhos que muitas vezes são insuportaveis,orçamentos que não esticam,despesas inesperadas, sogros irmãos pais avós primos insuportáveis e por aí fora.Estas são as familias perfeitas,nunca ouviste o provérbio " Casa que não é ralhada não é governada", é mesmo assim :).Apesar de tudo isto,gostamos das pessoas,podemos contar com elas e elas podem contar connosco!Depois disto resta-me desejar-te as melhoras,distrai-te,procura fazer o que mais gostas...
    Tudo de bom para ti Anabela.
    Bj

    ResponderEliminar
  11. Olá Anabela!! às vezes tenho a sensação que estou em sintonia com muitas de vocês... nem sequer vos conheço pessoalmente mas, bolas!! são pessoas tal como eu! e nem a propósito, tenho um rascunho de um post guardado há algum tempo sobre esse tema - e ando numa de adiar! nem sei porquê! Para ser sincera tb já percebi essas "bocas" em alguns blogues e acabei por "enfiar a carapuça" isto porque... EU NÃO FAÇO DO MEU BLOGUE UM MURO DAS LAMENTAÇÕES!! Aliás, o meu blogue é a minha terapia, é o meu cantinho maravilha, onde percebo quw afinal a minha vida tem tanta coisa boa, para quê lamentar?? é certo que, às vezes, tb faço os meus desabafos, mas faço quando sinto essa necessidade, não porque "ah deixa-me dizer que tb estou cheia de problemas..." - E olha, também estive com uma depressão, estive mesmo no fundo do poço, felizmente consegui mudar isso, mas não foi a medicação, a psicóloga ou a psiquiatra... fui eu! estive na hora certa, no momento certo e com as pessoas certas e fez-se LUZ na minha cabeça... tem sido um longo caminho, há um ano e meio que estou a trabalhar a minha auto-estima, o meu valor, o meu potencial, o perdão... estou a aprender a viver o aqui e agora. Não é fácil, mas sinto-me orgulhosa e com força! e sim, tenho um blogue para expressar isso, que no fundo é a realidade e aquilo que sinto: a minha família é perfeita, a minha vida é perfeita! não sou vitima de nada! E o mais engraçado é que tenho mais gosto em fazer e realizar coisas boas, para colocar no blogue!! ehehehe!! Um beijinho grande. Se quiseres falar melhor, diz qqr coisa! :)

    ResponderEliminar
  12. Gosto muito do teu blog Anabela. De vez em quando comento mas leio mais do que escrevo.

    Muita força para ti para superares este momento menos bom é o que te desejo. As melhoras e faz apenas o que conseguires fazer. Sei bem o que é uma depressão portanto não exijas demasiado de ti.

    Beijinhos e tudo de bom.

    Maria Moreira.

    ResponderEliminar
  13. Olá Anabela! O teu post e os comentários que recebeste, tao carinhosos e cheios de boas dicas fizeram-me pensar...e lembrar-me de mais uma dica :).

    nao faço ideia se é o teu caso, mas como dizes "estou a tentar saber se algo mais se passa",lembrei-me disto que li em tempos. às vezes as depressões surgem sem "explicação" ou sem percebermos porquê, porque muitas vezes tentamos conscientemente cumprir objectivos que PENSAMOS que queremos atingir...quando na verdade,lá no fundo, NAO QUEREMOS tanto assim... e vamos deixando de lado aqueles objectivos que REALMENTE sao importantes p nós (mas dos quais nao temos consciencia)... por exemplo,um homem que tenta sempre subir mais alto na carreira mas que apesar de conseguir nao se satisfaz e entra em depressao,pk akilo que queria realmente era conhecer o mundo inteiro,fazer viagens... foi so uma coisa que me lembrei...

    desejo-te toda a força do mundo!

    espero que continues com essa excelente estrategia de abrandar um pouco, dedicando-te tambem às coisas que te dao prazer, isso é essencial em qualquer tratamento (e prevençao!) da depressao.

    um abraço,Diana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…