Avançar para o conteúdo principal

Namorar é bom :)

Olá a todos.

A chegada de um filho altera muita coisa, a vida nunca mais é mesma. Vivemos em função daquele pequeno ser que depende tanto de nós. Eu estou a adorar a experiência e às vezes nem acredito como é que é possível amar tanto alguém. 
Nos primeiros tempos ocupa-nos o tempo todo, não sobra tempo para nada, toda a atenção está virada para ele, mas depois as coisas vão acalmando, as rotinas vão surgindo e ai já é possível termos um bocadinho de tempo para nós, quer individualmente, quer enquanto casal.
É importante termos tempo para namorar (nem que sejam breves momentos) pois lá por termos filhos não quer dizer que deixemos de nos mimar um ao outro. Aliás, penso que é muito benéfico para as crianças verem momentos de carinho entre os pais. 

No outro dia fartámo-nos de rir com o Tiago porque demos um abraço e umas beijocas à frente dele. Era do tipo dávamos um beijinho e depois olhávamos para ele e o papá dizia "a mamã é minha" e ele olhava para nós muito espantado como que a dizer "vocês são mesmo tontinhos". Foi um fartote de rir.

E, finalmente, aos seis meses e meio do Tiaguinho conseguimos sair ,só nós os dois, para ir ao cinema (já não ia ao cinema há séculos!!!) e namorar um bocadinho. Para não alterar os horários dele, fomos à  sessão da hora do almoço e a uma 2ª feira para ser mais barato (mesmo assim pagámos 14,80 €, chiça que é caro!) . O Tiago está muito habituado a ficar com os avós algumas horas por dia e por isso, para ele, não fez diferença nenhuma.Já eu, confesso que  fiquei com o coração apertadinho por deixá-lo para me ir divertir mas sei que ele ficou muito bem entregue e fui descansada.

Fomos ver o TRON em 3D (só por isso é que fomos aos cinema) e gostámos bastante do filme, já o 3D deixou um bocadinho a desejar, mas enfim...E soube muito bem ver o filme de mãos dadas como antigamente, ora se soube :)

Como estamos em tempo de crise e no poupar é que está o ganho (por favor, não se riam de mim), levei farnel. Sim, leram bem, levei farnel. Sandochas, bolachas e chocolates. E soube mesmo bem, garanto-vos!

Hoje fico por aqui que isto já vai longo.

Desejo um dia enamorado a todos.

Comentários

  1. Pois é, um filho altera muito a rotina. Mas é uma boa sensação, boa nao, OPTIMA.
    Um casal precisa sempre de um tempinho a dois. Eu que o diga, pois nao vivo com o meu namorado, embora me custe imenso pcausa da nossa piolha que ja tem 3 anos. Mas espero que isso mude em breve. =D

    Beijinhos e felicidades.

    ResponderEliminar
  2. Gostei de ler este teu post, obrigada pela partilha, tens rasão em tudo, o meu filhote mais novo tem 5 anos e quando o pai me da um beijinho e ele vê, vem logo a correr a dizer que tambem quer.
    Bom namoro...
    Jokinhas

    ResponderEliminar
  3. Que bom! Eu também já não vou ao cinema há anos... então se deixo a minha filha para ir a qualquer lado ( e ela já tem 8 anos ) fico sempre com uma sensação de injusta "quer dizer, ela vai-se divertir e eu não!"

    Fizeste muito bem, eu tenho que pensar nisso.

    Bjnh

    ResponderEliminar
  4. Ter um filho altera mesmo mt coisa. E eu acho mt importante o casal ir tendo momentos desses, só os 2. Nós lá vamos conseguindo qd a minha mãe cá vem passar uns dias. Jantar fora, cinema, passear. mas spr pouco tempo pq ainda custa deixa-la :)
    Acho mt bem isso de levares farnel para o cinema, aquilo é um abuso, os bilhetes um exagero, e dp mais pipocas e uma bebida...mais vale ir jantar fora a um bom restaurante!
    Vou é começar a fazer como tu!
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Falta esclarecer que o "farnel" só entrou em acção depois das luzes de apagarem, para não dar mau aspecto ;)

    Uma dica para quem quiser levar comida para dentro do cinema... ESCONDAM-NA BEM, pois os chulos só deixam entrar se for comida comprada no bar deles :(

    Para nós comida é comida, e se é permitido comer dentro da sala, tanto faz que seja comida deles ou nossa... além disso somos conscenciosos e não levámos tachos com arroz + pratos e talheres LOL nada disso, foram apenas umas sandinhas bem boas!!!!

    ass: O "maridão"

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…