Avançar para o conteúdo principal

Desodorizante caseiro

desodorizante_caseiro
Finalmente vou contar como faço o meu desodorizante caseiro. Tenho a dizer que é muito complicado de fazer, envolve muitos passos, cuidados e têm de comprar matéria-prima muito cara. Eheheheh, calma, estou só a brincar. Coisa mais fácil não há. 

Portanto, os ingredientes são:

- Bicarbonato de sódio
- Amido de milho (mais conhecido como farinha maizena)
- Óleo de coco (podem comprar numa loja de produtos naturais)

Preparação:

Juntar a mesma medida de bicarbonato de sódio com a farinha maizena e o dobro da quantidade de óleo. Ou seja, se colocarem duas colheres de sopa de bicarbonato de sódio, metem mais duas de farinha maizena e quatro de óleo de coco. Se acharem que está ainda muito seco podem juntar mais óleo. A ideia é ficar uma espécie de pasta mole, de modo que escorra facilmente para dentro do recipiente. Depois deixam arrefecer pois o óleo de coco vai endurecer o desodorizante. Fica um cheirinho muito agradável e resulta muito bem. O único senão é que pode deixar alguma mancha na parte de dentro da roupa escura mas que sai facilmente na lavagem, nada de grave. 

O porquê dos ingredientes: a farinha maizena e o bicarbonato evitam a transpiração e o mau cheiro. O óleo serve para hidratar e ficarmos perfumados.

As imagens do meu são estas:

Só uma chamada de atenção, o óleo de coco começa a derreter acima dos 25ºC por isso atenção onde deixam o desodorizante pois correm o risco de o encontrar líquido em vez de sólido. No Verão costumo tê-lo no frigorífico mas apenas por precaução.

Adenda: Um dos meus leitores reparou (e eu agradeço) que não indiquei como aqueço o óleo de coco. Basta fazerem-no em banho Maria pois derrete muito rapidamente. O desodorizante deve ser feito com o óleo líquido para poderem fazer bem a mistura. Depois de tudo misturado e colocado no recipiente é que é deixado a arrefecer.

 Desejo um dia cheiroso a todos.

Comentários

  1. Nem sabia que se podia fazer o próprio desodorizante. ehehehe
    Já agora, fazes sempre com o mesmo cheiro ou pode-se fazer com outro óleo?
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Que bela dica, até tem forma de desodorizante e tudo ehehheheh onde é que arranjaste esse recipiente?

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Hum eu adoro coco... Estou tentada a experimentar :)

    Compras alguns frascos próprios para os guardar?

    Bjs,
    Vera

    ResponderEliminar
  4. Eu já uso cremes caseiros, produtos de limpeza caseiros, e o desodorizante caseiro está na minha lista, mas ainda não o fiz - tenho várias receitas e quero ver qual a melhor (e mais fácil...). Esta parece mesmo muito simples!

    ResponderEliminar
  5. Olá Vida Nova.

    Podes juntar azeite (já vi algures que dá) e depois colocar algumas gotas de óleo essencial para perfumar. Não sei é se o azeite vai permitir colocar em stick como tenho, pois o óleo de coco à temperatura ambiente é sólido e o azeite já não. Depois de juntar a farinha maisena e o bicarbonato deve ficar sólido mas não o suficiente para colocar no stick.

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Comandante Luneta e Nós, a casa e a crise,

    O frasco é de um desodorizante Lander que já tinha cá em casa. Vejam a imagem:

    http://lh6.ggpht.com/_V78tgti2DFM/TH60YK1_U7I/AAAAAAAAGQA/WJkeAUBWqCc/s1600-h/ldesodorizante%20lander%20sn02%5B4%5D.jpg

    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Olá,

    É exactamente o que estamos a usar cá em casa. Resulta!

    A nível das gorduras, já fiz com (pouco)azeite, óleo de coco e manteiga de coco, todos resultaram bem; experimentei oleo essencial de lavanda e de limao, também gostei de ambos.

    Guardo nuns mini-mini-frasquinhos de compota, retira-se facilmente com a polpa dos dedos e é só aplicar.

    Nao notei qualquer mancha nas roupas.

    Ainda quis, só por curiosidade, achar o valor desta versao caseira, mas as quantidades sao tao reduzidas que a missao é quase impossível...

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Mais uma receita que vou copiar!! :))

    Já andei à procura da receita para a pasta de denets mas não encontro nada... onde está ela?

    Obrigada :)

    ResponderEliminar
  9. Maria Moreira,

    Está aqui o que procura:

    http://aproveitaravidaja.blogspot.com/2009/10/pasta-dentifrica-caseira.html

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. É impressão minha ou falta aqui um passo na execução deste deo? É que aparece a frase "deixam arrefecer" mas não consegui ler onde foi aquecido... segui esta receita mas nota-se que está algo errado... obrigada!
    Bjs,
    AS

    ResponderEliminar
  11. As,

    Tem toda a razão. O que é aquecido (mas mesmo muito pouco) é o óleo de coco pois à temperatura ambiente fica sólido. Basta amornar para que fique líquido e assim poder trabalhar a pasta que falei. Pode derreter em banho Maria que é o ideal.

    Bjs e obrigada por ter reparado no lapso. Vou já emendar.

    ResponderEliminar
  12. Só uma dúvida que me parece ser muito importante: a Anabela diz que a combinação de farinha maizena com o bicarbonato evitam a transpiração e o mau cheiro. Esta receita é de desodorizante e não de antiperspirante... não é?

    ResponderEliminar
  13. Olá Maria.

    Sei o que me quer realmente perguntar pois já vi que também leu sobre os antitranspirantes, certo?

    O problema está apenas com os comerciais pois utilizam químicos para eliminar toda e qualquer transpiração. Resultado, acumulação de toxinas que o corpo deveria conseguir libertar. Já li estudos em que essa acumulação diária pode levar a um aumento de risco de cancro da mama. Isto porquê? Porque os tecidos retirados em pacientes com este problema de saúde continham elevados níveis do químico (agora não me lembro o nome) utilizado nesses antitranspirantes.

    Ora os ingredientes que falo não são de todos iguais aos comerciais e permitem que o corpo elimine essas impurezas. O que faz é diminuir a transpiração e elimina o cheiro. Aliás num dia de muito calor, tenho de utilizar o desodorizante mais do que uma vez.

    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Olá Anabela

    Exacto, é isso mesmo. Os desodorizantes e antiperspirantes comerciais têm alumínio entre outros componentes perigosos.

    O óleo de côco não refinado é a melhor gordura que há. É eficaz em tudo desde o uso nos fritos (aguenta mais tempo sem perder propriedades) até no tratamento de micoses, acne e até de cândida albicans em todas as mucosas. Podem ler mais acerca das propriedades deste óleo no blogue da Sônia Hirsch.

    Ontem li que há bicarbonato de sódio sem alumínio à venda, o que pode significar que o bicarbonato que compramos no supermercado e drogaria pode conter alumínio. E é precisamente isso que me anda a preocupar... com o uso de bicarbonato para consumo (absorção na pele por exemplo) haverá riscos para a saúde a médio e a longo prazo?

    Obrigada e beijinhos.

    ResponderEliminar
  15. Viva Anabela :)


    Já fiz a receita de desodorizante (os únicos ingredientes extra que juntei à receita da Anabela foram manteiga de karité e umas gotas de óleo essencial. Pode ver aqui: http://angrychicken.typepad.com/angry_chicken/2008/07/homemade-deodor.html). A manteiga de karité (ou shea butter) faz com que o preparado fique muuuuito suave (até dá vontade de comer!) e com um cheirinho agradável. A pele agradece. É muito fácil de mexer (nem é necessário aquecer previamente os óleos para que fiquem mais moldáveis). Só não juntei vitamina E por não ter aqui nada disso... a única coisa que tenho parecido é óleo de fígado de bacalhau mas optei por não juntar. Não queria que o preparado ficasse rançoso.

    Peguei numa embalagem vazia de vasenol (desodorizante em creme) que tinha, lavei-a, deixei-a secar durante 1 dia e coloquei lá o preparado. O marido só pediu que para a próxima a tente fazer um pouco mais líquida porque a tampa de dentro tem tendência a sair com a pressão exercida para o creme sair.

    Fora isso está aprovadíssima por ambos!!! :)

    Obrigada Anabela! :)

    Beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…