Avançar para o conteúdo principal

O meu filho é "alcofeiro" LOL

Olá a todos,



Ok, tenho um pequeno problema, o meu filho adora a alcofa! Já tentei deitá-lo apenas no berço que temos no nosso quarto mas ele acaba por acordar milhões de vezes durante a noite. Se o deito na alcofa é capaz de dormir desde as 22h até às 9 da amanhã. É que ele já não cabe na dita cuja e está a tornar-se um problema.

Dentro em breve vamos passá-lo para o quartinho dele, estou a rezar para ele não estranhar o colchão senão nem sei o que vai ser da minha vida. Quero comprar aquelas almofadas de rolo para que se sinta aconchegado mas ao mesmo tempo tenho receio que possa não ser seguro.

Mamãs por ai, como fizeram com os vossos rebentos? Também tiveram este problema?

Comentários

  1. Não sou grande ajuda, porque a Sara começou logo a dormir no berço dela.

    Quando o passares para o berço, tenta reproduzir o ambiente da alcofa, com os rolinhos que referes, és capaz de encontrar também o tipo de capota da alcofa, só não sei se será muito seguro, o Ikea tem umas mas julgo que são para camas de criança.

    Eu quando deitava a Sara no berço, fazia-lhe um envelope com a manta, como nos ensinam na maternidade, ela fica mais aconchegada.

    Desculpa, provavelmente não ajudei nada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ola',

    Sabes porque e' que ele ama a alcofa?
    E' o aconchego? A cor? O cheiro?
    E' quentinha? E' a capota?
    O que e' que o agarra?

    Poe a tua cabecinha na alcofa dele e esta' ali 10 minutos a curtir a experiencia (sem o miudo la' dentro claro :) ).
    Analisa bem.
    Depois tenta re-criar essa mesma experiencia na caminha de grades deles.
    Se for do aconchego, poe aqueles protectores de barras laterais bem confortaveis, se for a capota, vai em busca de uma ou faz, se for o conforto do colchao, compra uma espuma super confortavel para melhorar o conforto da caminha dele, se for a cor... e por ai fora.
    Eu tambem tenho umas prima-donas e 'as vezes passamos as passinhas do Algarve por motivos completamente marados.
    Por exemplo, uma vez uma delas nao me deixou dormir um mes inteiro acordava chorava, chorava, mexia-se, nao sossegava.
    Passou, quando por acaso ela perdeu a chucha e comprei um modelo que comprava antes e que tinha sido substituido por um modelo diferente no mes anterior.
    Ou seja ela nao dormia bem, porque nao gostava do formato da chucha e nao se sentia confortavel o suficiente para dormir a noite toda e desligar.
    Se eu soubesse tinha tido um mes de noites mal dormidas?
    'As vezes dava jeito eles falarem mais cedo. :)

    Boa sorte.

    Beijinhos para os dois!

    ResponderEliminar
  3. eu reduzi-lhe o espaço na cama de grades. No fundo criei obstáculos para que ela não consiga descer, logo a cama (a ela) parece-lhe mais pequena. Em cima (e porque ela se arrasta de rabo para cima e ficava com a cabeça literalmente esmagada contra o protector de grades, comprei um cão comprido, tipo chouriço, no IKEA, que tem umas patas compridas. O cão (chamamos-lhe "Socas", é uma private joke por causa do nosso PM)´fica com as patas entaladas no colchão e serve para reduzir o espaço em cima. Depois nos lados tenho bonecos (tipo doudou) que ela gosta. Quando saiu da alcofa para ali não estranhou...

    ResponderEliminar
  4. Olá!...

    Eu não sou grande ajuda, pois o Duendezinho fez bem a transição, aliás, ele deixou de se sentir confortável na alcofa muito cedo, devia-se sentir apertado, o que me deu logo a oportunidade de o passar para a cama de grades... Mas as meninas deram-te boas dicas, experimenta algumas, pode ser que alguma resulte...
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…