Avançar para o conteúdo principal

Ecologia na higiene do bebé

Olá a todos,

Hoje venho falar de algo que utilizo todos os dias para limpar o rabiosque do Tiago. Procurei imenso na internet e estava com medo de comprar algo que não prestasse. Ou porque não absorvesse bem a água, ou porque ficasse manchado, isto porque não queria decididamente utilizar toalhitas (só mesmo em último caso).

Encontrei estes panos de duas fases, uma algodão (parece tipo toalha) e outra mais fofinha. Simplesmente adorei. Molham-se facilmente e lavam-se muito bem. Deixo de molho num alguidar com água e sabão azul e branco e no outro dia é só enxaguar e estender. Seca rápido e nunca fica manchado.

Comprei em packs de 10 que me custaram cerca de 8,50 €. Vale bem o investimento e o rabinho do Tiago agradece.

Desejo um dia verdinho a todos.

Comentários

  1. Além de poupares dinheiro, livras o teu menino de químicos nocivos.

    ResponderEliminar
  2. não conhecia!obg por partilhares!quando for mãe terei isso em conta! ;)

    ResponderEliminar
  3. também só utilizamos disso =) e são iguais se não me engano. Dodots temos só para aqueles cocós mais complicados. Uma embalagem cá em casa dura e dura!

    ResponderEliminar
  4. Grande poupança que conseguis-te =) *

    ResponderEliminar
  5. Cá por casa é o mesmo sistema, sempre toalhitas reutilizáveis desde que nasceu, salvo raras excepções, como saídas ou rabiosque verdadeiramente sujo de cócó... E como a Filipa disse, as dodot duram e duram... Além do rabiosque ficar mais saudável, o ambiente e a carteira agradecem...
    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Pois, eu cá em casa ainda tenho a mesma embalagem desde que o Tiago nasceu. Ainda por cima o maridão abriu aquilo no sítio errado (homens!), já começam a ficar secos.

    ResponderEliminar
  7. gostei muito desta dica de poupança!

    a nossa cria usou aguinha morna e algodão até aos 3 meses (ou mais já não me lembro ao certo), mais porque fazia alergia aos toalhetes.

    depois com a entrada na creche tive mesmo de comprar toalhitas para levar :)
    agora mais crescido era impensável nao usar toalhitas para os cócós, mas para os xixis é um caso a pensar.

    ResponderEliminar
  8. Eu também ando há procura de toalhetes reutilizáveis, mas o preço que apresentas é até agora o melhor. Podes indicar onde compraste?
    Obrigada
    Parabéns pelo Blog!

    ResponderEliminar
  9. Olá Tica.

    Olha, vou-te ser sincera e podes não acreditar mas não sei onde raio comprei aquilo (não me lembro) porque também eu andei a cuscar para comprar ao mesmo preço e nada. Estou cá desconfiada que a loja aumentou o preço por isso não encontro. O segundo lote (tenho cerca de 20) comprei pela Amazon. Mas preciso de mais só que desta vez vou cortar um lençol de flanela que tenho ali velhinho que serve muito bem.

    Desculpa se não ajudei muito.

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Eu também queria comprar algo assim..ou fazer as minhas pp..a minha bebé tem pele extremamente atópica e desde que se soube toalhitas só em ultimo casa e na rua...memso assim na rua para lavar mãos e carinha uma espuma da aderma...
    Em casa é sempre agua corrente e o seu creme de banho..dá mais trabalho sim mas é o melhor para a pele dela

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Como conseguir refeições rápidas e saudáveis [com uma lista de ingredientes a ter sempre em casa]

Das várias ementas e preparações da semana que já publiquei, só numa delas partilhei as refeições que iria fazer nos almoços. De resto todas as ementas que lá estão, são para as refeições que fazemos ao jantar. 
Mas lá porque não falo sempre dos almoços, não quer dizer que não tenha de os fazer. E aqui tenho alguns truques para conseguir ter uma refeição minimamente saudável, em poucos minutos. 
Normalmente oriento-me pelo menu que o Tiago tem na escola, para garantir que não repito acompanhamentos e que alternamos carne e peixe. Uso também restos do jantar da noite anterior e garanto que há sempre sopa. Muitas vezes o meu almoço e do maridão é uma boa tigela de sopa, que acompanhamos com uma sandes, um wrap ou algo do género.





Deixo-vos então uma série de truques que me ajudam a acelerar a confecção das refeições (muitos já falei noutros posts) e os ingredientes que tenho sempre em casa, para garantir que despacho o almoço em pouco tempo. É claro que a lista varia de acordo com as prefer…

Livros "A Arte de Organizar a sua Vida" e "Adeus Coisas"

O primeiro livro "A Arte de Organizar a sua Vida", da autora de Hideko Yamashita, explica o método DAN-SHA-RI. Este método não é mais do que a união de três expressões japonesas que resumem os pontos mais importantes na arte de organizar a vida. São elas:

1. DAN, limitar a entrada do que não merece estar na nossa vida

2. SHA, eliminar tudo aquilo que não precisamos

3. RI, vivência tranquila, desapegada de coisas, com foco no “ser” e não no “ter”

O segundo livro "Adeus Coisas", do autor Fumio Sasaki relata a experiência pessoal de como passou de uma vida cheia de stress e rodeado de objectos, para um dia-a-dia simples mas mais feliz.



A minha opinião sobre os livros é que ambos são bons, valem bem a pena a compra mas se tivesse que escolher um, seria o "Adeus Coisas". Passo a explicar.

O que encontrei de diferente neste livro é que mais do que despejar teoria de como devemos livrar-nos de tralha e os benefícios disso (quando já se leu alguma coisa sobre mi…