Avançar para o conteúdo principal

O meu jardim [e fotos para se inspirarem]

Falemos do meu jardim. Neste momento está ao abandono. Muito por culpa do tempo e também pelo facto de não lhe poder fazer grande coisa antes de pintar os muros. Tenho-o observado bastante nestes últimos dias (talvez para me encher de coragem e fazer o trabalho que é necessário) e sinto que precisa de grandes mudanças. Só a tinta não é suficiente. 
Está muito escuro, cheio de verdete por todo o lado e com demasiados vasos espalhados. Ando com imensas dúvidas sobre o que plantar em cada um dos espaços do jardim. Por um lado quero muito cultivar mas depois sei que faço a manutenção mínima e as coisas não se devenvolvem como deveriam. Além disso, o meu pai tem uma horta enorme e trago muita coisa de lá. 
Por outro lado, gosto muito de flores e do ar alegre que trazem a qualquer espaço. Preciso encontrar um equilíbrio entre estes dois pontos. 
Vou manter as ervas aromáticas e as de chá. Também quero arranjar um sítio melhor para os morangueiros e voltar a semear cenoura (que se dá muito bem). Tenho uma fisális, que terei de colocar em vaso, já que parece uma erva daninha. E nem está num sítio com muito sol, fará se estivesse! 
O maracujá está a crescer imenso, bem como a lima. A laranjeira deu carradas de laranjas este ano e o jasmin está a perfumar o jardim inteiro. Vou lá fora só para sentir o cheirinho. Tenho um canteiro vazio e estou na dúvida do que hei-de lá colocar. Pensei em kiwis, por ser uma zona que apanha sol o dia todo ou alguma flor de trepar. Sugerem alguma coisa?

Em relação à parte estética, as placas do deck têm de ser todas envernizadas novamente e conseguimos, finalmente, encontrar uma tela decente para tapar a pérgula. A mesa de madeira que lá estava, ficou completamente estragada e consegui arranjar aqui uma solução perfeita, que vai permitir poupar algum dinheiro. A mesa da cozinha ficará no exterior (apenas tenho de pintar as pernas porque o tampo é de vidro) e irei pintar de branco uma de madeira, que tinha no sotão. É mais pequena mas servirá para o que necessitamos. 
As cadeiras que já tinha e que estão em bom estado, irão ser pintadas pelo meu pai. Temos dois cadeirões do Ikea, que vão voltar para o jardim assim que o tempo ficar bom e fica apenas a faltar o tapete para colocar debaixo da mesa. Estou indecisa entre tapete normal ou de relva. O que aconselham?

Ficam as imagens que me têm servido de inspiração. 
 
 
 
 
Para créditos e outras ideias, é ir aqui.

Comentários

  1. É muito bom ter um espaço assim. Bem que eu gostava :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei que sou uma privilegiada. Tento arranjar este espaço o melhor que posso, para o poder aproveitar ao máximo.

      Eliminar
  2. O nosso está na mesma... a precisar de dias solarengos e compridos para voltar à vida. Também temos planos, mas ainda alguma preguiça. Os jardins têm destas coisas, não se arranja uma vez e fica para sempre. Todos os anos há madeiras para pintar, vedações para arranjar, plantas para plantar, arbustos para cortar, mobiliário para fazer manutenção... é uma canseira.. boa! Bom trabalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na maior parte das vezes é uma canseira boa mas também há alturas em que só apetece ir para o jardim desfrutar da natureza (de preferência com tudo arranjadinho)
      Obrigada.

      Eliminar
  3. Olá Anabela,
    O teu jardim é lindo! Se está ao abandono, imagino como será quando é acompanhado :p
    Obrigada por nos dares a conhecer o teu cantinho.
    Beijinhos e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sofia.
      Só para esclarecer, nenhuma das fotos é do meu jardim (bem que eu gostava).
      O meu precisa ainda de muito trabalho. No último resumo da semana podes ver um bocadinho do caos. Mas há-de ficar bonito e depois mostrarei tudo.
      Bjs

      Eliminar
  4. Quem me dera a mim um dia poder ter assim um espaçinho :p

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se houver uma varanda, por exemplo, também se conseguem pequenos oásis tão bonitos, que metem espaços grandes a um canto.
      Bjs

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Organização do móvel da cozinha - antes e depois

Organização é um tema que gosto bastante de falar aqui no blog. Não faço tantos posts quanto gostaria mas isso não quer dizer que não vá fazendo pequenas organizações aqui e acolá. Gosto de ler tudo o que está relacionado porque os benefícios que me tem trazido são imensos. São eles:
- Redução de stress  e ansiedade; - Menos acumulação de tralha se existir um lugar para cada coisa; - Maior produtividade (porque não perdemos tempo a procurar coisas); - Maior rapidez nas limpezas; - Mais descanso ou momentos de lazer;
Mas com isto não quero dizer que a organização se faz num abrir e fechar de olhos. Leva tempo, garanto-vos. Primeiro porque não se consegue fazer tudo de uma vez (para ser bem feito, há que pensar bem no que se pretende) e, segundo, porque a organização escolhida pode não resultar. É mesmo na tentativa-erro. 
Cá em casa há ainda muito que fazer mas com calma e um bocadinho de cada vez, conseguimos uma maior fluidez no dia-a-dia.
Um dos cantinhos que há muito "gritava…

O que ando a comer ao pequeno-almoço

Ontem foi um dia complicado. Não que tenha acontecido alguma coisa de mal mas sim porque andei a correr, literalmente. Tive a consulta de rotina do Tiago, dos três anos. Esperei cerca de 30 minutos (depois da hora) e estive quase uma hora lá dentro. Ele está óptimo e recomenda-se. Apenas pequenas alterações na parte da sesta, a ver se as noites ficam melhores. Mas isto é tema para outro post. 
Ora, andei a correr porque quase não chegava a tempo da explicação das 16h, ainda por cima com uma nova aluna. Que stress, só vos digo. Tiago não dormiu sesta devido à hora da consulta e às 18h já ninguém o podia aturar. Deitar cedo era mais que imperativo. 
Foi um dia de correria mas que começou muito bem com um pequeno-almoço que tenho repetido todos os dias nas últimas duas semanas. E calculo que vos vá parecer bem esquisito mas eu adoro a mistura do pão, o queijo-creme e o tomate. Salpicado com coentros fica uma maravilha. Bem sei que isto não agrada à maioria e se calhar alguns até farão c…