Avançar para o conteúdo principal

O amaciador de roupa caseiro que uso de momento

amaciador_de_roupa_caseiro_e_muito_barato
Ultimamente tenho deixado algumas dicas apenas na página de facebook. Acho que são daquelas coisas tão simples que fico na dúvida se vale a pena fazer um post só para falar disso. Por isso, quando falei sobre o amaciador de roupa caseiro que uso há já algum tempo, não pensei que suscitasse tanta curiosidade. Mas para tirar todas as dúvidas, fica aqui então um post completo.

Primeiro começo por dizer que a diferença entre usar este amaciador e o comercial é grande, quer no perfume que fica na roupa, quer na suavidade da mesma. Não fiquem à espera do mesmo resultado porque não o vão ter. A mudança vai sempre depender do que conseguem tolerar, ou seja, eu aceito que a roupa não fique tão macia e tão cheirosa porque o que realmente procuro é que fique lavada e sem químicos, químicos esses que depois andamos a respirar e a acumular na pele.

Confesso que não me lembro da última vez que usei amaciador de roupa comercial. Comecei a fazer este e gostava muito mas depois quando acabava, ficava imenso tempo sem nada, já que com a correria dos dias demorava imenso tempo a fazer mais. Numa de teimosia (não querer voltar ao comercial) e ao mesmo tempo de necessidade, virei-me para a utilização do vinagre, que já tinha conhecimento. E é a opção que tenho usado desde então. As vantagens são imensas:

- É ecológica
- Livre de químicos
- É económica
- Melhora o desempenho do detergente
- Ajuda a manter as cores da roupa
- Ajuda a branquear 
- Ajuda a retirar resíduos de detergente na roupa
- Amacia a roupa
- Ajuda a remover manchas de suor ou de desodorizante

Como uso um detergente pouco perfumado, se quiser cheirinho na roupa tenho de adicionar algumas gotas de óleo essencial (atenção: não são óleos para queimadores!). Já experimentei vários aromas mas penso que o de Jasmim é o melhor (compro nas lojas Celeiro). E não, a roupa não fica a cheirar a vinagre. Fica óptima! Para quem usa detergentes com imenso perfume e que perduram depois da lavagem, mesmo sem amaciador, poderá experimentar primeiro sem o óleo essencial.

A única desvantagem que encontro (e que tolero) é a de que a roupa fica mais ressequida (principalmente nas toalhas), ou seja, não vão sentir aquela suavidade habitual e muito menos o perfume excessivo dos amaciadores comerciais.

Quanto a medidas, eu coloco vinagre até à medida máxima do compartimento de amaciador da máquina e coloco mais ou menos 10 gotas de óleo essencial. De seguida, coloco a máquina a fazer o programa normal. Tão simples quanto isto.
 
Para quem ficou curioso, vale a pena experimentarem, mais que não seja para sentirem a diferença e perceberem se conseguem fazer a mudança de forma permanente.

Qualquer dúvida, usem a caixa de comentários.

Comentários

  1. Olá, gostaria de saber que tipo de vinagre usa. Obrigada

    ResponderEliminar
  2. Também substituí o amaciador pelo vinagre, mas com o intuito de tornar as nossas toalhas bem mais macias! E resulta! O amaciador é que as tornava mais ásperas. Falo disso neste artigo: http://cinquentaedois.com/2016/04/17/armario-para-roupa-de-cama-e-toalhas-de-banho-ii/
    Nunca experimentei é os óleos essenciais, mas vou experimentar. Obrigada pela dica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para quem nunca tinha pensado nisto: as toalhas ásperas absorvem melhor a água quando nos limpamos...
      Eu quero é as minhas toalhas ásperas!
      Agora,acho muito boa ideia a do vinagre com óleos essenciais! o Vinagre branco acho mais eficaz que o de maçã e não deixa cheiro nenhum na roupa. Aliás, o vinagre branco até neutraliza cheiros intensos nas roupas.

      Eliminar
    2. Já tive mesmo para comprar o vinagre branco mas com receio que tornasse as toalhas ainda mais ásperas. Mas confirmo que realmente as toalhas secam mais rapidamente. Aliás, até fazem dois em um, secam e esfoliam :D Mas também falta dizer que as minhas toalhas já estão muito velhinhas e precisam ser trocadas.
      Mas vou comprar o vinagre branco para experimentar. Obrigada!

      Eliminar
  3. Eu sou uma "semi-convertida"... Que é como quem diz... estou a tentar diminuir os quimicos (quer os que são ingeridos, quer os que uso em limpezas e afins)... Mas ainda não me decidi a fazer detergente caseiro... Ou seja, continuo a usar detergente de supermercado, mas deixei de usar amaciador... Normalmente uso só o detergente e, sinceramente, se não fosse pelo cheiro, não daria pela diferença...
    Quando quero alguma coisa mais fofinha, também uso o vinagre, para além de amaciar também ajuda a tirar manchas...
    Também uso o vinagre na limpeza da cozinha, casa de banho e chão de madeira...
    (sabes as manchas que às vezes ficam na sanita quando as louças são mais antigas e já não têm o vidrado muito bom? colocas uma quantidade generosa de vinagre, deixas repousar uns 20 minutos, depois passas o piaçaba e está como novo!).
    Beijinho e vou espreitar outra vez as receitas de detergente caseiro a ver se me convenço!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Organização do móvel da cozinha - antes e depois

Organização é um tema que gosto bastante de falar aqui no blog. Não faço tantos posts quanto gostaria mas isso não quer dizer que não vá fazendo pequenas organizações aqui e acolá. Gosto de ler tudo o que está relacionado porque os benefícios que me tem trazido são imensos. São eles:
- Redução de stress  e ansiedade; - Menos acumulação de tralha se existir um lugar para cada coisa; - Maior produtividade (porque não perdemos tempo a procurar coisas); - Maior rapidez nas limpezas; - Mais descanso ou momentos de lazer;
Mas com isto não quero dizer que a organização se faz num abrir e fechar de olhos. Leva tempo, garanto-vos. Primeiro porque não se consegue fazer tudo de uma vez (para ser bem feito, há que pensar bem no que se pretende) e, segundo, porque a organização escolhida pode não resultar. É mesmo na tentativa-erro. 
Cá em casa há ainda muito que fazer mas com calma e um bocadinho de cada vez, conseguimos uma maior fluidez no dia-a-dia.
Um dos cantinhos que há muito "gritava…

O que ando a comer ao pequeno-almoço

Ontem foi um dia complicado. Não que tenha acontecido alguma coisa de mal mas sim porque andei a correr, literalmente. Tive a consulta de rotina do Tiago, dos três anos. Esperei cerca de 30 minutos (depois da hora) e estive quase uma hora lá dentro. Ele está óptimo e recomenda-se. Apenas pequenas alterações na parte da sesta, a ver se as noites ficam melhores. Mas isto é tema para outro post. 
Ora, andei a correr porque quase não chegava a tempo da explicação das 16h, ainda por cima com uma nova aluna. Que stress, só vos digo. Tiago não dormiu sesta devido à hora da consulta e às 18h já ninguém o podia aturar. Deitar cedo era mais que imperativo. 
Foi um dia de correria mas que começou muito bem com um pequeno-almoço que tenho repetido todos os dias nas últimas duas semanas. E calculo que vos vá parecer bem esquisito mas eu adoro a mistura do pão, o queijo-creme e o tomate. Salpicado com coentros fica uma maravilha. Bem sei que isto não agrada à maioria e se calhar alguns até farão c…