Hello Weekend*

abril 15, 2016 Anabela (Aproveitar a Vida) 2 Comentários

Créditos
Tem sido difícil fazer os posts para esta rubrica. Se não os agendo antes é complicado sair alguma coisa. Ideias não me faltam, mas há todo um trabalho de pesquisa a fazer por trás. Por isso, em vez de publicar algo mal feito prefiro não publicar nada. 
A sugestão desta semana é muito simples mas pode fazer uma grande diferença no futuro das crianças. E quem sabe se não se começa uma tradição familiar engraçada, tão importante para os miúdos.
O que proponho é que escrevam uma carta com os filhotes. Mesmo que eles não saibam ainda escrever, não faz mal, escrevam vocês o que eles quiserem dizer e peçam-lhes um desenho no fim. A carta pode ser enviada para um familiar que vive longe, um amigo noutra localidade ou um penfriend (amigo de correspondência). Eu tive vários na minha adolescência/juventude. E era uma alegria quando ia à caixa do correio e tinha lá correspondência. Desenvolvi muito a minha escrita, melhorei o meu inglês, aprendi como se deve escrever uma carta, o que é um destinatário e um remetente, como se processa o envio e fiquei a conhecer o dia-a-dia de pessoas com uma cultura diferente da minha. Hoje, recebo miúdos na explicação que estão tão dependentes de tecnologia (e que não a sabem usar da melhor forma) que nem sequer sabem preencher um envelope para envio de uma carta. E não estou a falar de miúdos do primeiro ciclo mas sim de terceiro (7º, 8º e 9º). É só mostrar-lhes como acontece na realidade. E quem diz nas cartas, diz noutra situação qualquer. Muitos dos problemas dos alunos estão somente relacionados com a falta de motivação para aprenderem, simplesmente porque não vivenciam aquilo que lhes é ensinado. É só teoria, teoria, teoria...
Eu já comecei com o Tiago. Já enviámos uma prenda a um familiar, com um bilhete e desenho dele. Espero ir fazendo com mais regularidade, até porque os avós paternos estão longe e é uma forma de irem recebendo miminhos do neto. A sério, penso que vale bem a pena o esforço. 

Bom fim-de-semana!


Poderá também gostar destes artigos

2 comentários:

  1. Tive imensos pen friends na adolescencia. Como tu dizes, era uma alegria abrir a caixa de correio e ver lá um envelope, geralmente colorido ou preenchido com desenhos. ASs cartas vinham muito ilustradas também, e receber fotos, era uma festa! As novas tecnologias trouxeram muitas coisas boas mas também acabaram com outras e a correspondência, foi uma delas! beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Anabela, curioso falares de cartas...
    Eu sou uma apaixonada por esta via "antiga" de comunicação, daí em 2012 ter criado o Projecto Cartas Cruzadas, dá uma olhadela se te interessar :)

    http://letsmaketeanotwar.blogspot.pt/p/cartas-cruzadas.html

    Beijinhos

    ResponderEliminar