A [minha] casa

junho 04, 2015 Anabela (Aproveitar a Vida) 2 Comentários

Créditos
Encontra-se [ainda] na fase de obras inacabadas. Por dois motivos, ambos importantes. O primeiro (e principal por estar tanto tempo assim) é que não posso ter pessoas cá em casa a lixar e a pintar paredes com miúdos na sala de estudo e o segundo é que pedimos orçamento a mais duas pessoas. Não gostámos da atitude do pintor que nos deu o primeiro orçamento. Colocou um valor mais baixo a contar de ter as paredes todas preparadas para ser só pintar. Mais um bocadinho e ainda reclamava de ter de colocar a fita protectora. Seguimos noutra direcção. Um dos orçamentos que recebemos era absolutamente exagerado (empresa muito badalada) e se o outro pedia pouco à espera de ter tudo a jeito, estes cobravam para dar dois passos. Enfim.
Ficámos então com o terceiro orçamento pois gostámos imenso do senhor. Além de ter sido recomendado, ficámos agradados com a postura e, principalmente, com o orçamento. Pensamos que é um valor justo (embora superior ao do orçamento mais baixo) para o trabalho que há aqui para fazer. Já está tudo apalavrado e o senhor iniciará em Agosto, altura em que não tenho meninos. Por agora só me resta esperar e sonhar com o resultado final.
 
Saiba mais sobre o meu dia-a-dia
FACEBOOK | PINTEREST | INSTAGRAM

Poderá também gostar destes artigos

2 comentários:

  1. Sendo dona de uma empresa também com algum nome, sei explicar-te o porquê das diferenças de valores: ter escritório ou loja aberta ao público, funcionários efectivos com contratos de trabalho e seguros (caríssimos dada a actividade) e não usar gente temporária, empresas com seguros de responsabilidade civil também muito caros, garantias de obra por cinco anos. É claro que tudo isto, que é "apenas" estarmos dentro da lei, com alvarás de preços que nem imaginas, faz-nos ser muito mais caros do que o Zé Manel empreiteiro que não tem estes encargos mensais. Há por aí gente séria, felizmente. Mas a maioria já desapareceu quando tens um problema. Manter uma empresa com tudo como manda a lei é caro e por isso dar orçamentos para trabalhos executados por empresas deste género é caro também.
    Mas infelizmente a maioria das pessoas não faz ideia dos custos de ter funcionários, seguros e alvarás. Se for só uma pessoa sozinha sem nada disto até tem obrigação de custar 10x menos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipa.

      Obrigada pelo teu comentário. Realmente só quem está dentro é que consegue perceber os custos de ter uma empresa, seja em que ramo for. Neste país quase que se paga para trabalhar. O senhor que tenho aqui a trabalhar neste momento é impecável (e conhecido da zona). E também ele tinha uma empresa, que teve de fechar porque os custos eram impossíveis. Felizmente é uma pessoa séria, tão séria que anda a fazer trabalho que devia ter sido feito pelas pessoas que construiram a casa. Já percebi que vou ter tudo em condições e sei que posso ficar descansada. Além de todos os custos que referes também há sempre aquela questão do lucro que cada um quer para si e quando há um orçamento detalhado, percebe-se que há um exagero em certos pontos. Mas é claro que não deixas de ter razão. Não admira que depois hajam imensas empresas a fechar porque não aguentam e sufocam.

      Bjs
      p.s.:Espero que as meninas estejam bem. Tenho saudades de ler o teu blog.

      Eliminar