Semear, cuidar, esperar e colher

abril 09, 2015 Anabela (Aproveitar a Vida) 0 Comentários

O milagre da natureza tem qualquer coisa de mágico. Observar tudo o que acontece depois de lançar as sementes na terra é, sem sombra de dúvida, terapêutico. Sempre que estou a regar, não penso em mais nada a não ser no jardim e consigo parar, respirar e observar tudo aquilo que está à minha volta.
Nas últimas semanas tenho tido muito trabalho e uma forma de descontrair é dedicar-me ao jardim-horta sempre que posso. Seja a melhorar a terra, a tirar ervas daninhas, a podar, a trocar plantas de vasos, a comprar flores novas ou a semear, enfim, é trabalho constante, que não tem fim à vista. Mas é um trabalho bom que dá gosto fazer. A cada ano que passa aprendo sempre mais qualquer coisa e tento perceber onde errei para não voltar a fazer o mesmo. E percebe-se a aprendizagem na quantidade [e qualidade] do que se semeia e do que se colhe. Por aqui temos, além de uma grande variedade de ervas aromáticas (onde se inclui stevia), ervilhas, alhos, cenouras, beterrabas, couves e pepinos dos pequenino, para fazer conserva. Há ainda os morangueiros, as groselhas e as framboesas, a laranjeira, que se farta de dar fruto e a lima que está a crescer a olhos vistos, o meu querido maracujá, que adora sol e bastante água e o famoso aloé vera que vai começando a dar o ar da sua graça. Por tudo isto e pelo tanto que a terra me dá, só posso cuidar o melhor que sei e esperar para depois colher.

Saiba mais sobre o meu dia-a-dia
FACEBOOK | PINTEREST | INSTAGRAM

Poderá também gostar destes artigos

0 comentarios: