Conquistar-se o minimalismo aos bocadinhos

janeiro 12, 2015 Anabela (Aproveitar a Vida) 7 Comentários

As fotos falam por si. Fiz o primeiro post sobre o espaço debaixo do meu lava-loiça há mais de quatro anos. Nessa altura procurava ainda arrumar a tralha e livrava-me de muito pouca coisa. Hoje, cada vez que olho para um determinado canto cá de casa e vejo objectos que não mexo há muito tempo, é sinal que aquele espaço precisa ser revisto. E o que vai acontecendo é que, depois de arrumados, ficam cada vez mais vazios. Sinal que esses mesmos objectos não faziam falta nenhuma. E o melhor de tudo é perceber que o minimalismo começa a instalar-se, porque ao longo do tempo esses espaços permanecem vazios e a sensação que fica é de uma imensa liberdade.

Saiba mais sobre o meu dia-a-dia
FACEBOOK | PINTEREST | INSTAGRAM

Poderá também gostar destes artigos

7 comentários:

  1. Que grande diferença realmente :)
    É mesmo isso, aos poucos tb vou conseguir livrar- me da tralha que me chateia :)
    Bj grande

    ResponderEliminar
  2. Lá em casa também andamos numa de destralhar. Viva o minimalismo! bj

    ResponderEliminar
  3. Também queria tanto destralhar e minimalizar! Há-de vir o dia...
    Beijinhos,
    Carina

    ResponderEliminar