Opções mais saudáveis #3 – Sal marinho não purificado

julho 16, 2014 Anabela (Aproveitar a Vida) 2 Comentários

opções_mais_saudáveis_sal_marinho_não_purificado
O excesso de sal faz um mal terrível à nossa saúde. Somos dos países da Europa que mais o consome. Isto só por si já é mau o suficiente. Agora juntem a isso, o consumo de sal purificado, cheio de químicos para ficar assim, branquinho como vêem na foto. E pior, estes processos químicos retiram-lhe o valor nutricional que tem (podem saber mais aqui). Às vezes, quando vejo pessoas a levarem carrinhos cheios do dito cujo, até me dói o coração. Aqui por casa, já há muito tempo que consumimos sal marinho e não sal refinado. É mais escuro, tem um grão irregular e é maior. Também é mais caro mas prefiro sempre gastar dinheiro na comida do que em medicamentos. De qualquer forma, o que devem mesmo fazer é usar mais especiarias e ervas aromáticas e diminuir a quantidade de sal. Mas para começar, devem fazer esta alteração que a vossa saúde vai agradecer.

Poderá também gostar destes artigos

2 comentários:

  1. Eu sou uma das pessoas que gasto mal :o( tenho já tentado mudar esse habito e usar muitos as ervas aromáticas e outra que vou opatr é mesmo essa do sal marinho.
    beijinhos e obrigada pela dica

    ResponderEliminar
  2. Cá em casa usamos flor de sal, é bem mais caro mas é bem melhor. Também cozinho tendo o cuidado de usar pouco sal e colocando mais especiarias (adoro especiarias). Temos por hábito comer as refeições tudo para o ensosso. A minha filhota tem 19 meses e ainda come a sopa sem qualquer tipo de sal, apenas com um pouco de azeite. E adora sopa. Por isso é possível gostar de comida com menos sal, tudo vai do hábito.

    ResponderEliminar