Coisas esquisitas (e alguém que me elucide)

julho 30, 2014 Anabela (Aproveitar a Vida) 18 Comentários

Há uns tempos pedi-vos ajuda porque tinha dificuldades no pequeno-almoço do Tiago, antes de ele ir para a escola. Não conseguia dar-lhe grande coisa além do leite. Uma leitora falou dos batidos que dava à filha e nessa altura fez-se luz. Foi o que passei a dar e com grandes resultados. A única diferença é que não colocava lacticínios. Uma forma de lhe dar alimentos saudáveis e de ele passar a manhã sem ser só com o leite em casa e na escola.
O problema é que com o tempo foi começando a ficar com os cantos da boca em ferida, a arrotar horrivelmente e a cocó também não vinha lá grande coisa. Volta e meia queixava-se da barriga (dos muitos gases que tinha). A princípio não associei aos batidos, até porque ele teve uma virose recente e a pediatra receitou-lhe probióticos (entre outras coisas) para regularizar os intestinos e disse que os cantos da boca iriam melhorar. Realmente melhoraram a olhos vistos e eu até pensei que fosse falta de vitamina B2, em que uns dos sintomas é esse mesmo, feridas nos cantos da boca. Esteve três dias sem batidos e foi nessa altura que melhorou bastante. Curiosamente só comecei a dar os probióticos ao terceiro dia. Achei estranho ele ter começado a melhorar antes disso e foi a primeira vez que associei aos batidos. 
Depois voltei a dá-los, desta feita com um bocadinho de levedura de cerveja que é rica em vitamina B2 (e que já uso no pão ou nas panquecas). E lá voltaram os mesmos sintomas na boca. Ainda cheguei a limitar o número de frutas misturadas (no máximo dos máximos apenas três) e evitava as mais ácidas como abacaxi ou ameixa. Alternava depois com abacate, aveia, bagas de goji, sementes variadas e frutos secos. Raramente lhe colocava verduras, preferindo dar-lhe cozinhadas.
Entretanto fomos de férias e ainda lhe dei dois batidos. Num dos dias vomitou depois de vir da praia e teve uma tarde infernal cheio de dores de estômago e de cólicas. Depois passou. Aliás, nesse próprio dia à noite já se sentia fracamente melhor. Deixei de dar os batidos e ele começou logo a melhorar em relação à boca. Não pode ser coincidência, não é? E sim, continuo a dar-lhe muita fruta e misturada. A diferença é que ele a mastiga e eu sei que a insalivação dos alimentos é muito importante. E foi isto que fiquei a pensar, nesta diferença entre as duas formas de consumir a fruta. Alguém que perceba do assunto, consegue perceber o que digo? Faz sentido? E considerando que tenho de deixar de dar os batidos matinais, volto à estaca zero em relação aos pequenos-almoços. Preciso mesmo de ideias, de receitas, coisas que tenham resultado com os vossos piolhos. Papas não vai lá e eu também não lhas dou, não são saudáveis. Além disso contém leite e este já o bebe de manhã e depois na escola (controlo bastante a quantidade de leite porque interfere com problemas respiratórios).

Vou pesquisar muito para ver o que encontro. Depois virei cá partilhar porque já percebi que há muitas pessoas com o mesmo problema que eu. Se entretanto alguém quiser comentar a questão que falei, esteja à vontade que eu agradeço.
Saiba mais sobre o meu dia-a-dia
FACEBOOK | PINTEREST | INSTAGRAM

Poderá também gostar destes artigos

18 comentários:

  1. Olá
    A minha filhota de 4 anos come normalmente papa durante a semana. Dou uma da bledina (os meus primeiros ceriais). Confesso que é mais prático e ela gosta, além de que é dificil ela gostas dos outros ceriais normais para crianças mais crescidas.
    Quando tenho mais tempo ela bebe leite e ovo mexido com pão. Também gosta de comer algumas frutas.
    Julgo que esses problemas com os batidos terá muito a ver com o facto de as frutas oxidarem muito rapidamente e, consequentemente, perderem propriedades. Sinceramente não sou muito perita na área.
    E pão com fiambre ou queijo, ele não gosta?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá EIMV.

      O Tiago não é esquisito, ele come praticamente tudo. O problema é mesmo ser de manhã e ter o tempo contado até ir para a escola. Quando não vai, bebe o leite pelas 8h/8h30 e depois come segundo pequeno-almoço perto das 10h. Este 2º é bem composto com pão, fruta variada, frutos secos (podes ver aqui um exemplo http://aproveitaravidaja.blogspot.pt/2013/08/o-segundo-pequeno-almoco.html) mas é algum tempo depois de comer o 1º. Na escola o lanche da manhã é outra vez leite, coisa que quero evitar que ele beba em demasia. Estou a pensar que tenho de preparar logo um pratinho assim e oferecer com o leite, evitando frutas mais ácidas, para ver se vai. Obrigada pela ajuda.

      Bjs

      Eliminar
  2. Olá,

    Porque não experimentas dar-lhe salada de fruta oi uma fruta só com flocos de aveia e um pouco de sumo de laranja para amolecer os flocos (caso não queiras incluir iogurte).

    Boa sorte,
    Filipa
    Www.welc-home.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipa.

      Tento evitar a laranja porque lhe dou leite de manhã. Pode azedar no estômago e depois ele vomita. Mas o que vou pesquisar andará à volta da aveia. Obrigada pelo comentário.

      Bjs

      Eliminar
  3. E umas papas de aveia? Julgo que dá para fazer com água...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, dá. Eu faço para mim de vez em quando. Junto muita fruta, mel a canela. Fica muito bom. Não sei é se ele vai na conversa, não é grande apreciador de papas. Vou tentar triturar para ficar em creme e ver se assim vai melhor.

      Bjs e obrigada

      Eliminar
    2. Aqui o meu pestinha com 2 anos pede para comer papas de aveia de manhã. Mas sei que isto pode ser infelizmente sol de pouca dura. A ver vamos. Beijinhos

      Eliminar
  4. Com o meu resultou a dieta 3 dias de fominha, educação alimentar ou combate às manhas. Bebia o leite de manhã e a meio da manhã comia uma sandes e um iogurte. NADA de guloseimas ou outras coisas antes e depois das refeições. Doces ou outras coisas só 1 vez por semana, sextas era dia de mac ou um ovo da kinder. Ele aprendeu e começou a comer como deve ser. Penso que a fruta deve ser comida e não bebida em sumos, é mais saudável! Sopa, muita sopa. Boa sorte e não desesperes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana.

      Por aqui não desespero com a comida e já aplico muitas das coisas que falas. Com excepção do Mac, que por aqui não vamos. Guloseimas tento evitar ao máximo e sopa, sempre que possível ao almoço e ao jantar (falho poucas vezes). O Tiago come bem, o problema é que de manhã o tempo até ir para a escola é curto e ele precisa de algum para digerir o leite e ter fome para outras coisas.

      Vamos lá ver como me safo.

      Bjs e obrigada

      Eliminar
  5. As primeiras coisas que me vêm à cabeça são: estará a fruta no ponto ideal para ser comida? que tipo de combinações de fruta fazes? Mas, tendo em conta que só lhe acontecem coisas esquisitas quando bebe batidos, só faz sentido ir por aí se no batido ele estiver a comer mais fruta do que quando come à mão. Como é o que geralmente acontece, chateio-te aqui com um testamento. :) Qual é a minha experiência com isto, perguntas tu? Desde há uns tempos para cá faço refeições de fruta e apenas fruta (até às 18h só como fruta). Opto sempre por comer apenas uma espécie de fruta a cada refeição. Por exemplo: o meu pequeno-almoço foi um batido de bananas, o almoço também, ao lanche bebi um litro de sumo de laranja. Nunca tive problemas como os que descreves (mas não digo que o Tiago seja igual a mim!) Se misturar frutas, faço da seguinte forma:
    Divido as frutas em 4 categorias: doces (bananas, tâmaras, papaias, diospiros), semi-ácidas (maçãs, alperces, ameixas, pêras, mirtilos, morangos cerejas, nectarinas, pêssegos,...), ácidas (kiwis, laranjas, toranja, clementinas, ...) e melões (melancia, meloa, melão). Os melões devem ser ingeridos sozinhos. Têm uma digestão muito rápida e simples, não devem ser misturadas com outro tipo de frutas (não sei como é que se sobrevive ao melão com presunto!). As frutas doces podem ser comidas com as semi-ácidas, mas não com as ácidas. As semi-ácidas também combinam com as ácidas. Toda a fruta combina com saladas.
    Quanto ao ponto de maturação, posso dar-te um exemplo: as bananas costumam ser comidas quando estão amarelas, sem manchas, com aquele pingarelho em cima meio verde. Quando eu era pequena e comia bananas ficava com aftas. Depois de ter adoptado este estilo de alimentação, tive necessidade de experimentar as bananas para ter uma base boa de calorias. Comecei pelas verdes, não correu bem. Depois pesquisei e conseguiram convencer-me a experimentar as bananas com a casca mole, de cheiro forte, com pintas castanhas. Nunca mais tive problemas. E agora pensar em comê-las noutro ponto de maturação faz-me muita impressão.

    No teu caso, experimentava não variar demasiado a fruta na mesma refeição, para ver se há reacção. Outra forma de comer fruta que envolve a salivação, é comê-la na forma de gelados. Congelando as bananas é só pôr no liquidificador, fica com textura de gelado cremoso (se as lâminas da máquinha forem de serra). Eu gosto de fazer isso, com um molho de ananás por cima. Também dá para fazer sumo e congelar nas forminhas de gelado. O meu congelador parece o de uma criancinha. Com a palhinha é fácil saltar-se a digestão que começa na boca, mas com gelados não, até enfatizam essa fase.

    Espero que encontres respostas nas tuas pesquisas e que o Tiago possa voltar aos seus batidos. :)

    (açúcar de côco por experimentar... sou uma desnaturada.)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hummimg, acabei de fazer uma resposta enorme que foi para as urtigas. A net está uma porcaria, lenta que nem um caracol. Mais logo já te respondo. Bjs e obrigada por este comentário.

      Eliminar
    2. Vamos lá então tentar responder por partes.

      Normalmente uso fruta bem madura para evitar ter de adoçar, que faço com agave, mel ou açúcar de coco. Tento não misturar mais que duas ou três frutas e evito as mais ácidas. Uma vez fiz um batido com kiwi e ele vomitou. As bananas uso já bem amarelas mas já calhou usar mais verdes. Não vou muito por aí. Por acaso e mesmo sem saber, apenas misturo frutas semi-ácidas com as doces e não tenho por hábito colocar melões nos batidos. A quantidade não sei bem se era demasiada por fazia sempre para mim e para ele mas contava como se fosse apenas para um, nunca dobrava as frutas. Isto por ao juntar outros ingredientes (frutos secos, sementes, óleo de coco e pêra abacate) precisava colocar água e acabava por dar também para mim. Nunca tive problemas como ele.

      Agora porque estou cada vez mais inclinada para a falta de salivação. Ele come imensa fruta, mais misturada que nos batidos. Mas está a comê-la e não a bebê-la. e quando assim é, não tem problemas com isso. Ainda por cima quando bebe, usa uma palhinha, o que piora tudo. Será que se tentar dar a beber pelo copo ajuda? Não sei...

      Em relação aos gelados, já faço bastantes em casa mas nestes já não posso juntar certas coisas, que juntava nos batidos. Porque a questão até nem é a fruta mas sim o resto que lhe faz muito bem e que de outra forma não come tão bem.

      Bjs e muito obrigada pela ajuda. De coração :)

      Eliminar
  6. Talvez tentar variar ao máximo, penso eu. Provavelmente ou a mistura de frutas não é a ideal ou não lhe "caem" bem logo de manhã depois do "jejum" da noite. Experimente outros produtos como: "leites vegetais" de soja, aveia, arroz, amêndoa, etc; iogurtes de soja, corn-flakes daqueles básicos; panquecas; muesli (deixe-o de molho em leite(o que preferir) que ele de manhã está macio) com iogurte, fruta e uma ou duas bolachas maria. Existem ainda aqueles cereais nas áreas de produtos "mais saudáveis" que têm uma grande redução de açúcar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Andreia. Obrigada pelas sugestões. Há realmente qualquer coisa que o organismo dele não tolera. Cada vez me inclino mais para a questão da saliva. Ao beber e com uma palhinha, segue tudo para o estômago sem estar misturado com a saliva. Acho que isso faz muito diferença.

      Os batidos já fazia com água ou leites vegetais de amêndoa, aveia e coco, este último o mais apreciado. Tenho que tentar alguma espécie de papa ou bolinhos tipo panqueca, em tamanho mini, que ele acha engraçado. Tenho o resto do Verão para experiências.

      Bjs

      Eliminar
  7. Esqueci-me de subscrever os comentários. Pronto, "notificar-me", já está. Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Meu mais novo também sofre com problemas respiratórios e também lhe retiramos o leite e derivados, e melhorou a olhos visto! A minha busca constante em arranjar soluções para o lanche sem leite, fez com que criasse uma datas de receitas engraçadas que o cativassem a comer a aveia, sempre feita com leite de arroz ou amêndoa. Mas como já vi o teu pequeno não é lá muito dado para as papas... Dá para fazer batido com a papa de aveia com mais um pouco de leite de arroz e com uma colherzinha de cacau, adoçado com agave, outro batido com aveia mas este leva uma banana adoço também com agave, costumo adicionar sementes de chia rico em cálcio e uma quantas vitaminas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou tentar algumas das sugestões. Muito obrigada!

      Bjs

      Eliminar
    2. Olá Anabela,
      Pelo seu relato, creio que o problema poderá estar mesmo na "não mastigação" provocada pelos batidos e consequente não produção de saliva. A saliva é importantíssima para a produção de enzimas que ajudam à digestão, daí ser tão, mas tão importante mastigarmos muito bem os alimentos. Sobre este assunto aconselho a leitura do livro "Enzima Prodigiosa", de Hiromi Shinya. Uma verdadeira bíblia sobre hábitos saudáveis de alimentação e estilo de vida e a importância das enzimas para a nossa saúde. Relativamente a sugestões de pequenos-almoços, posso dar-lhe a minha experiência com os meus três filhos (de 2, 3 e 5 anos): num frasco (para estar pronto a usar durante toda a semana) faço um mistura com aveia (flocos pequenos), farelo de trigo, gérmen de trigo, levedura de cerveja, linhaça dourada moída, sementes de cânhamo moídas, sementes de chia, bagas de goji, arandos ou passas de uva e coco ralado (para dar um toque doce). Para evitar uma papa (que os meus filhos também não apreciam), coloco umas quantas colhes deste preparado com leite vegetal FRIO (aveia, arroz ou soja enriquecidos com vitaminas e cálcio) e acrescento, mesmo antes de começarem a comer, alguns "cereais" tipo Corn Flakes, e é aqui que os cativo :) Para não os aborrecer, vou variando com este miminho e comem tudo e às vezes pedem mais. Outra coisa que costumo dar, quando tenho bananas muito maduras, é batido de banana com umas quantas colheres da referida mistura e leite vegetal, sempre. Coisa que também adoram! Ambos os exemplos são nutritivos e saciam bastante! Pode também juntar cacau cru em pó ou canela, para ir variando. Como adoçante, aconselho o açúcar de coco, o xilitol (bom para a prevenção de cáries) e a geleia de agave (como substituto do mel). Continuação de muito sucesso com a sua família e com o blogue! Ana

      Eliminar