18 de junho de 2014

Torta (ou rocambole) de peixe

Torta_de_peixe
Não sou muito de fazer tortas, até porque também não sou muito fã de as comer. A minha primeira experiência  foi esta, isto na parte da doçaria.

Hoje mostro-vos uma salgada, que provavelmente não teria feito se não me tivessem falado tão bem dela. Também é uma óptima forma de disfarçar peixe, para quem não aprecia. Por aqui, tenho de confessar, o que fez grande sucesso foi mesmo a parte do recheio que é maravilhoso, já a parte da torta dispensávamos. Tenho assim a tarefa de inventar alguma coisa para acompanhar o recheio que, de certeza, irei repetir noutra ocasião.

A receita foi-me dada pela minha querida A., uma aluna das explicações. Por isso, muito obrigada pela receita.

Torta de peixe

Para a massa:
- 1 chávena de farinha
- 1 chávena de leite
- 3 ovos

Para o recheio
- 1 cebola pequena
- 1 colher de sopa de manteiga
- 1 colher de sopa de farinha
- 250ml de leite (usei água)

- Peixe (fiz com pescada) previamente cozido, sem pele nem espinhas
- 4 barrinhas de delícias do mar
- sumo de 1/2 limão
- Ramo de salsa


Separar as gemas das claras e bater estas últimas em castelo. Misturar as gemas com a farinha  e o leite. Juntar as claras e envolver. Colocar a mistura num tabuleiro e levar ao forno a 180ºC, até estar cozido.

Quanto ao recheio, deitar a manteiga numa frigideira e colocar a cebola partida aos bocadinhos. Deixar alourar. Juntar depois o peixe e as delícias do mar. Deixar uns minutos para os sabores apurarem. Juntar depois a farinha e mexer bem. Deitar a água aos poucos até o preparado ficar com a consistência de um creme denso (não pode ficar muito líquido porque depois cai da torta). No fim deitar a salsa e o limão. Deixar um minuto e retirar.
Barrar esta mistura na base de massa, que se estendeu em cima de um pano. Enrolar, com cuidado, como uma torta. Servir com uma bela salada. 

Bom apetite!

2 comentários:

  1. Olha que engraçado! Hoje também vou fazer essa massa de torta para o almoço :)
    Por aqui a receita já corre na família desde os tempos da minha bisavó e eu faço-a muitas vezes para aproveitar sobras de carne, de peixe e até de legumes como recheio. Vou tomar nota do recheio para experimentar da próxima vez que tiver sobras de peixinho cozido!

    Um beijinho
    http://coisasquefaco2014.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. A minha mãe fazia isso, nós adoravamos (sem delícias do mar). Ela punha cenoura ralada no recheio.
    A massa não ficava assim fofa, como a que aparece aí na foto, era mais fina.
    Vou procurar a receita!
    Ela não fazia muitas vezes, porque nós éramos seis a comer e dava muito trabalho! :-)

    ResponderEliminar