Avançar para o conteúdo principal

Leite de amêndoas caseiro

Leite_de_amêndoa_caseiro
Depois das várias maleitas do Tiago, relacionadas com sistema respiratório, o leite de vaca foi das primeiras coisas que diminui. Por vários conselhos vossos, pela pediatra e também pela médica de família. Passei a substituir parte por leite de amêndoa caseiro. No Celeiro é caríssimo e nos hipermercados onde há, ainda mais. Depois de uma breve pesquisa na internet, percebi que era facílimo de fazer. Nunca faço muito (1/2L de cada vez) porque por enquanto apenas uso em batidos e não dura muito tempo no frigorífico (apenas dois ou três dias).
Leite_de_amêndoa_caseiro
Leite de amêndoas caseiro

- 1 chávena (de chá) de amêndoas com pele
- 1/2 vagem de baunilha (opcional, mas fica melhor)
- 2 ou 3 tâmaras (para adoçar, é opcional)
- 1/2 litro de água

Preparação
Deixe as amêndoas imersas em água durante oito horas (eu deixo de um dia para o outro). Findo esse tempo, limpe as amêndoas (passe-as por água) e coloque-as num liquificador com água, as tâmaras e a baunilha (se utilizar este dois últimos). Bata muito bem até ficar homogéneo. Coe o líquido para um frasco e guarde no frigorífico durante 3 a 4 dias. Será necessário agitar em cada utilização.

Com a pasta de amêndoa que sobrou, fiz os biscoitos que vêem na foto. Juntei um ovo, farinha de trigo integral, pedaços de chocolate, açúcar mascavado, manteiga de amendoim e alguns amendoins também (tudo a olho). Ficaram deliciosas mas duraram muito pouco tempo, não porque se consumiram logo mas porque se estragaram antes disso. Foi um erro não as ter colocado no frigorífico porque a água que a pasta ainda tinha fez com que se deteriorassem rapidamente. Numa próxima vez vou deixar secar a pasta de amêndoa antes de a utilizar.

E foi assim a primeira experiência a fazer leite de amêndoa. Algo a repetir mais vezes e tornar um hábito.

Boa experiência para quem for tentar também.

Alguma dica que queiram deixar, basta usar a caixa de comentários.

Comentários

  1. Parece-me uma boa ideia, tenho de experimentar! :-)

    ResponderEliminar
  2. Nunca me tinha ocorrido, nem imaginaria fazer leite de amêndoa!!! Parece muito bom... vou experimentar! Beijinho e boa semana! Manuela

    ResponderEliminar
  3. Para quem pensar fazer leite de amêndoas este utensílio é bastante útil

    http://www.lojadaagua.pt/products/chufamix

    ResponderEliminar
  4. Olá Anabela!
    Já leio o seu blog há bastante tempo, mas só hoje decidi comentar.
    Estes dias experimentei, pela primeira vez, fazer leite de amêndoas caseiro, pois, tal como a Anabela, quero reduzir o consumo de leite de vaca. Experimentei-o beber simples, mas não consegui (já o leite de vaca não o conseguia beber simples). Experimentei-o beber com nesquik, mas também não gostei. Experimentei-o em batidos, e desta forma, já me agradou mais. Outra experiência que fiz, e a qual quero partilhar com a Anabela, foi a de utilizar o leite de amêndoas na confecção de uma bola de chouriço, substituindo o comum leite de vaca. Digo-lhe que não se notou qualquer diferença, nem em questões de sabor, nem em questões de consistência. A prova é que a bola ficou igualmente saborosa! Deste modo, evita-se o consumo de leite de vaca e amplia-se as utilizações do leite de amêndoas.
    Quero aproveitar, neste primeiro comentário que faço, para lhe dar os parabéns pelo seu blog, um blog simples, realista e cativante (tal como eu gosto!).
    Boa semana!
    Rosa Rodrigues

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rosa. Muito obrigada pelas simpáticas palavras. Fico contente que goste do que escrevo aqui no meu cantinho.

      Recentemente fiz leite de coco caseiro (com coco fresco mesmo) e de todos os que já fiz (aveia, amêndoa e coco), este é o que tem o sabor mais parecido com o leite de vaca. Não precisa de nenhum adoçante porque ele só por si já é doce. Estraga-se é depressa. Tem de ser fazer e usar. O de amêndoa já tenho usado em mais receitas, tal como a rosa. Nas panquecas, por exemplo. Também fica muito bom.

      Bjs e obrigada pelas dicas.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Organização do móvel da cozinha - antes e depois

Organização é um tema que gosto bastante de falar aqui no blog. Não faço tantos posts quanto gostaria mas isso não quer dizer que não vá fazendo pequenas organizações aqui e acolá. Gosto de ler tudo o que está relacionado porque os benefícios que me tem trazido são imensos. São eles:
- Redução de stress  e ansiedade; - Menos acumulação de tralha se existir um lugar para cada coisa; - Maior produtividade (porque não perdemos tempo a procurar coisas); - Maior rapidez nas limpezas; - Mais descanso ou momentos de lazer;
Mas com isto não quero dizer que a organização se faz num abrir e fechar de olhos. Leva tempo, garanto-vos. Primeiro porque não se consegue fazer tudo de uma vez (para ser bem feito, há que pensar bem no que se pretende) e, segundo, porque a organização escolhida pode não resultar. É mesmo na tentativa-erro. 
Cá em casa há ainda muito que fazer mas com calma e um bocadinho de cada vez, conseguimos uma maior fluidez no dia-a-dia.
Um dos cantinhos que há muito "gritava…

O que ando a comer ao pequeno-almoço

Ontem foi um dia complicado. Não que tenha acontecido alguma coisa de mal mas sim porque andei a correr, literalmente. Tive a consulta de rotina do Tiago, dos três anos. Esperei cerca de 30 minutos (depois da hora) e estive quase uma hora lá dentro. Ele está óptimo e recomenda-se. Apenas pequenas alterações na parte da sesta, a ver se as noites ficam melhores. Mas isto é tema para outro post. 
Ora, andei a correr porque quase não chegava a tempo da explicação das 16h, ainda por cima com uma nova aluna. Que stress, só vos digo. Tiago não dormiu sesta devido à hora da consulta e às 18h já ninguém o podia aturar. Deitar cedo era mais que imperativo. 
Foi um dia de correria mas que começou muito bem com um pequeno-almoço que tenho repetido todos os dias nas últimas duas semanas. E calculo que vos vá parecer bem esquisito mas eu adoro a mistura do pão, o queijo-creme e o tomate. Salpicado com coentros fica uma maravilha. Bem sei que isto não agrada à maioria e se calhar alguns até farão c…