Avançar para o conteúdo principal

Caderno de jardinagem

Olá a todos.


O projecto que vou falar hoje é mais um daqueles que ficou guardado na minha cabeça durante tempo demais.

No outro dia, enquanto organizava uma caixa com brincadeiras para o Tiago, encontrei um caderno de apontamentos de capa rija. Pensei logo em utilizá-lo para o que pretendia. 

Esta necessidade de ter um caderno de jardinagem surgiu por vários motivos, primeiro porque comecei a ter um gosto crescente pela jardinagem, em especial pelo cultivo depois porque o que semeava ou plantava nem sempre crescia, ora por pragas, ora porque as condições não eram as mais favoráveis para aquela planta e, por fim, porque me ia esquecendo de todas as dicas e mais algumas que o meu pai me dizia.

Posto isto, pus mãos e o que saiu foi este caderninho, que adoro...

Lá dentro vou colocar a seguinte informação para cada vegetal, fruta ou erva aromática:

  • Nome
  • Época de sementeira
  • Época de plantação
  • Condições favoráveis
  • Dicas
  • Pragas
  • Benefícios
De seguida deixo-vos um quadro com listas de legumes, leguminosas, frutos e ervas aromáticas que poderei incluir no caderno (não quer dizer que vá plantar tudo mas pelo menos tenho a informação):

-->
Leguminosas
Legumes
Frutas
Ervas aromáticas
Ervilha
Fava
Feijão Azuki
Feijão Branco
Feijão Catarino
Feijão Encarnado
Feijão Frade
Feijão Manteiga
Feijão Mungo
Feijão Preto
Grão de Bico
Lentilha
Soja



Acelga
Agrião
Aipo
Alface
Alho
Batata
Batata doce
Beringela
Beterraba
Bróculos
Cebola
Cebolinha verde
Cenoura
Chicória
Couve (coração-de-boi)
Couve (lombarda)
Couve (portuguesa)
Couve (galega)
Couve de Bruxelas
Couve flôr
Ervilha or Petit Pois
Espargos
Espinafre
Fava
Feijão Manteiga
Feijão Preto
Lentilha
Milho
Nabo
Nabiça
Pepino
Pimento
Rabanete
Abacate
Abóbora
Abóbora manteiga
Ameixa
Banana
Cerejas
Damasco
Figos
Goiaba
Kiwi
Laranja
Lima
Limão
Maçã
Mamão
Manga
Marmelo
Melância
Melão
Morango
Nêspera
Papaia
Pêra
Pêssego
Tangerina
Tomate
Uvas




Alecrim
Coentro
Endro
Erva-doce
Estragão
Hortelã
Louro
Manjericão
Manjerona
Mostarda
Noz moscada
Oregãos
Paprika
Pimenta da Jamaica
Pimenta do reino
Pimenta malagueta
Rábano
Salsa
Salva
Segurelha
Sementes de aipo
Tomilho



Pensei que talvez pudesse ir colocando aqui o que escrevo para cada um deles. Seria algo para fazer, assim digamos, a longo-prazo porque não tenho uma pressa terrível de preencher isto tudo de uma vez. Parece-vos bem ou seria muito chato?

Desejo uma tarde preenchida a todos.
assinatura

Comentários

  1. Olá Está! Acho uma boa idéia, principalmente porque quem lê aprende!

    ResponderEliminar
  2. Olá!

    SIM!!!

    Coloca, coloca!!! Candidatei-me a uma horta urbana, mas não percebo nada dessas coisas...
    E como alguém dizia e muito bem "o saber não ocupa lugar!".

    Beijinhos e obrigada por me inspirares!!!

    ResponderEliminar
  3. Chato? De maneira nenhuma; eu adorava! Obrigada!

    ResponderEliminar
  4. Eu adorava, quer dizer, eu não directamente, o meu marido que é quem trata dessas coisas cá em casa. Mas ainda é um principiante. ;)

    ResponderEliminar
  5. olá

    ainda há poucos dias pensava exactamente que tinha que fazer uma pesquisa sobre essa assunto, não tenho nenhuma horta mas futuramente nunca se sabe !

    ResponderEliminar
  6. Bom-dia,

    Penso que é uma excelente ideia! A Luarte fez uma coisa muito simples e eficaz. http://ideiasdebaixodotelhado.blogspot.pt/2011/06/saiba-cuidar-melhor-das-suas-plantas.html

    Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vi e adorei mas como ando sempre em aventuras, seria uma lista que rapidamente ficaria desactualizada.

      Com esta forma posso passar o conhecimento ao Tiago. Se ao mesmo o meu pai tivesse uma "bíblia" da jardinagem...

      Bjs

      Eliminar
  7. Acho que era uma boa ideia. Em breve quero começar uma hortinha lá em casa e davam-me jeito todas as dicas que possa obter. A minha experiência com salsa e com um limoeiro não correu lá muito bem :) Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Organização do móvel da cozinha - antes e depois

Organização é um tema que gosto bastante de falar aqui no blog. Não faço tantos posts quanto gostaria mas isso não quer dizer que não vá fazendo pequenas organizações aqui e acolá. Gosto de ler tudo o que está relacionado porque os benefícios que me tem trazido são imensos. São eles:
- Redução de stress  e ansiedade; - Menos acumulação de tralha se existir um lugar para cada coisa; - Maior produtividade (porque não perdemos tempo a procurar coisas); - Maior rapidez nas limpezas; - Mais descanso ou momentos de lazer;
Mas com isto não quero dizer que a organização se faz num abrir e fechar de olhos. Leva tempo, garanto-vos. Primeiro porque não se consegue fazer tudo de uma vez (para ser bem feito, há que pensar bem no que se pretende) e, segundo, porque a organização escolhida pode não resultar. É mesmo na tentativa-erro. 
Cá em casa há ainda muito que fazer mas com calma e um bocadinho de cada vez, conseguimos uma maior fluidez no dia-a-dia.
Um dos cantinhos que há muito "gritava…

O que ando a comer ao pequeno-almoço

Ontem foi um dia complicado. Não que tenha acontecido alguma coisa de mal mas sim porque andei a correr, literalmente. Tive a consulta de rotina do Tiago, dos três anos. Esperei cerca de 30 minutos (depois da hora) e estive quase uma hora lá dentro. Ele está óptimo e recomenda-se. Apenas pequenas alterações na parte da sesta, a ver se as noites ficam melhores. Mas isto é tema para outro post. 
Ora, andei a correr porque quase não chegava a tempo da explicação das 16h, ainda por cima com uma nova aluna. Que stress, só vos digo. Tiago não dormiu sesta devido à hora da consulta e às 18h já ninguém o podia aturar. Deitar cedo era mais que imperativo. 
Foi um dia de correria mas que começou muito bem com um pequeno-almoço que tenho repetido todos os dias nas últimas duas semanas. E calculo que vos vá parecer bem esquisito mas eu adoro a mistura do pão, o queijo-creme e o tomate. Salpicado com coentros fica uma maravilha. Bem sei que isto não agrada à maioria e se calhar alguns até farão c…