Pequenas escolhas

abril 06, 2012 Anabela (Aproveitar a Vida) 11 Comentários

Olá a todos.

Gosto muito de ler livros sobre educação infantil mas acima de tudo gosto de ouvir as experiências de outras mamãs e, confesso, que aprendo mais assim do que com a teoria. É que o que vai nos livros é uma coisa mas depois na prática...

No entanto aquilo que vou falar hoje é precisamente algo que não sei se é comum fazerem por ai. Já li isto imensas vezes, já vi aplicações na prática em dois programas de televisão diferentes e por isso faço muitas vezes cá em casa em situações muito simples e de forma limitada. Dizem que ajuda na autonomia e auto-estima da criança e eu noto que o Tiago fica muito contente quando o deixo fazer pequenas escolhas. Alguns exemplos disso são:

A escolha entre duas peças de fruta (não lhe pergunto o que quer de fruta, pergunto, por exemplo, se quer uma maçã ou uma pêra)


Deixo-o escolher qual a história que quer ouvir (não deixo escolher de entre todos os livros que tem mas tenho este cestinho no quarto dele e é de lá que ele tira o que quer. Vou variando os livros)


Por vezes também lhe dou a escolher sobre o que quer vestir...


E é assim que vou fazendo. Não consigo pôr-me aqui a dissertar sobre os benefícios disto porque não tenho formação para isso (algum psicólogo por ai que queira falar um bocadinho?) mas posso dizer que tem feito maravilhas por ele. Nunca nos podemos esquecer que as crianças são indivíduos, são seres humanos, não são coisas que dispomos. E mesmo sem  se conseguirem exprimir verbalmente podem sempre fazê-lo com gestos. 

Contem-me tudo, como fazem por ai? Também preciso de ideias diferentes para aplicar deste lado. Podem ajudar?

Desejo um dia autónomo para todos

Poderá também gostar destes artigos

11 comentários:

  1. Olá Anabela :)
    Nunca pensei muito nisso, a história desde muito pequenina que é ela que escolhe.A fruta e os lanches também sempre lhe pergunto o que quer ( desde que começou a falar e a mostrar "vontades",claro).A roupa é que quer sempre esolher e muitas vezes não deixo levar o que ela quer, mas ajudo-a a escolher outra...Procuro elogia-la ( quando merece para não banalizar o elogio), incentivá-la a fazer as coisas bem.Quando as coisas não lhe correm tão bem, desvalorizo e digo que para a próxima correrá melhor ( acho que ela exige muito dela própria, e muitas vezes acho que sofre um pouco com isso)....
    Crianças :)
    Boa Pascoa!
    bj

    ResponderEliminar
  2. A roupa é raro perguntar-lhe (deve ser das poucas coisas que não lhe pergunto)!
    Mas iogurtes, fruta, acompanhamentos de comida, livros, filmes, onde quer ir, etc... normalmente pergunto e ele gosta de escolher!!
    É o escolher e o fazer tarefas... o fazer, chega a ficar chateado connosco se nos antecipamos a fazer algo que habitualmente o deixamos fazer :))

    ResponderEliminar
  3. Olá, eu faço isso com o meu filho... dou-lhe a escolher opções controladas por mim. Ou seja, para sobremesa não dou a escolher entre a maçã e a gelatina... ele escolhe a maçã ou a banana. Com a roupa e os livros é o mesmo. Sempre fiz isso porque é uma maneira deles crescerem com opinião, com personalidade e autonomia. ah, e evita birras.
    Beijinhos e Feliz Páscoa.

    ResponderEliminar
  4. De facto o principal é encararmos os nossos filhos como GENTE! Eu tenho obtido bons resultados ao envolver a minha filha nas várias coisas que faço em casa. É importante sentirem que valorizamos o que eles também fazem e estabelecermos uma parceria orientada na qual eles adquiram um sentimento de pertença e não de, exagerado, protagonismo!

    Boa Páscoa

    ResponderEliminar
  5. gostei muito deste post. nunca li nada a respeito nem penso muito nisso, mas faço-o com naturalidade. a minha filha tem ainda 9 meses, mas comecei logo cedo, mesmo quando ela não entendia nada de nada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Magda fiquei curiosa com a sua resposta... como fez isso com a sua filha? A minha tem 9 meses e meio e gostaria de começar a fazer isso das pequenas escolhas mas não sei bem como começar...

      Já agora, alguém tem alguma sugestão construtiva para lidar com birras de sono (especialmente à noite)?? A bebé dorme no nosso quarto, no seu berço. Não quero deixá-la a chorar (quando ela só quer brincadeira mesmo estando a cair de sono) mas também não quero que pense que leva sempre a dela avante quando faz birra... chego a um ponto em que não sei o que fazer...

      Eliminar
    2. Maria Moreira,

      É como disse, mesmo sem ela entender ainda, mostrava-lhe por exemplo duas blusas e esperava que ela apontasse uma. Obviamente ela não estava a escolher, não sabia o que eu lhe estava a perguntar, mas eu sempre fiz isso. Hoje ela tá com 15 meses e já reconhece algumas coisas que dou a escolher. A maçã e a pêra por exemplo, ela escolhe quase sempre a pêra pois é a preferida, mas tem dias que pede a maçã e rejeita mm a outra opção.Os sapatos tb é ela que escolhe e tem uma opinião muito forte, se escolhe uns só pode ser esses... =)
      Quanto às birras de sono, o que fazia (e faço qd necessário) é mantê-la na cama dela e ficar ao lado um pouquinho. Vou-lhe esfregando a barriga ou as costas e falo suavemente com ela, tento explicar que é tarde/de noite e que são horas de dormir. Ela vai acalmando e às vezes adormece outras não, mas fica sossegada. Espero ter ajudado.

      Eliminar
  6. Viva Anabela

    Deixo-lhe aqui alguns links que sei que vai gostar :)

    http://saosabao.blogspot.pt/
    http://feitoccoracao.blogspot.pt/
    http://3macarrons.blogspot.pt/
    http://www.arvindguptatoys.com/

    Aguardo mais receitas naturais e, quem sabe, de dicas (tipo Waldorf?) para educar bebés através da brincadeira...

    Votos de uma Páscoa Feliz :)

    ResponderEliminar
  7. Ola

    Eu também uso esse método de escolhas, e apesar do meu filho ter quase 4 anos, funciona muito bem.

    E no supermercado tem sido excelente. Agora que ele percebe melhor digo -lhe quando entremos no supermercado, que ele tem direito a uma coisa, e ele sabe que não vale a pena pedir mais nada, tem mesmo de decidir o que realmente quer. Mas quando era mais pequeno ele colocava varias coisas no carro das compras eu dizia-lhe escolhe apenas um, não podes levar tudo, e era isso que ele fazia

    E com estes gestos ele nunca fez birra.
    BJS
    Mónica

    ResponderEliminar
  8. A minha filhota tem 20 meses e é ela quem escolhe o livro que quer para depois ver comigo ou com o pai. Já gosta muito de ver revistas também. Também lhe dou a escolher a fruta, mas nem sempre. A roupa é que ainda não.

    ResponderEliminar
  9. Olá,
    descobri o teu blog por acaso desde já que o adorei. tens dicas super actuais e muito uteis.
    Quanto a este post, também eu faço isso com o meu filho, que tem 36 meses. Já cheguei a comprar roupa que foi ele que escolheu.
    Faz parte do crescimentoe é para eles perceberem que são parte integrante da nossa vida. Assim percebem que as escolhas deles também vão ser uteis no dia a dia.

    ResponderEliminar