Avançar para o conteúdo principal

Sistema para organizar as despesas

      O post de hoje vai ser sobre um sistema que tenho andado a testar para organizar as minhas despesas. Infelizmente a crise também passou por mim e o meu rendimento diminuiu por isso tive de apertar os cordões da bolsa e controlar melhor os gastos.

      A ideia deste sistema vi pela primeira vez neste vídeo, sobre uma família americana que escreveu um livro chamado "America's cheapest family" que fala essencialmente sobre poupança. Não posso falar muito do livro porque ainda não o li mas espero ler em breve. Foi muito bem recomendado pela Mónica do blog "A Dona-de-casa perfeita". Já estive a ler críticas e resumos e fiquei convencida.
Desde que vi o sistema do envelope decidi adoptar. Então o que fiz foi escrever nalguns envelopes as áreas de despesas, por exemplo:

- Alimentação
- Casa
- Carro
- Lazer
- Vestuário, Calçado e acessórios
- Higiene e cosmética
...

      Isto são alguns exemplos que tenho nos meus envelopes mas cada um poderá fazer como melhor se adaptar a si. Na parte de trás de cada envelope colei uma tabela com 4 colunas, uma que se refere ao mês, outra ao orçamento, outra à despesa e outra à poupança., como podem ver pela imagem.
     Depois tive que utilizar um mês para teste para ver que percentagem do orçamento colocava em cada envelope. Confesso que foi um bocadinho difícil mas lá consegui encontrar os valores adequados.
Assim, em cada mês, levanto o dinheiro que decidi usar para o orçamento mensal e distribuo em cada envelope. Sempre que saio levo o(s) envelope(s) de acordo com o local onde vou. O objectivo é esquecermos que temos cartões de débito e de crédito, pois é por eles existirem e não assistirmos à troca de dinheiro por produto, que muitas pessoas se endividam até ao pescoço (é a minha perspectiva) e também sabermos exactamente para onde é que o dito cujo vai.

      No vídeo que falei acima também referem que dentro de cada envelope está uma lista de desejos. Pelo que entendi, essa lista tem duas funções, primeiro para estabelecermos um objectivo a concretizar (assim concentramo-nos a poupar dinheiro com um propósito) e outra é para evitar que se comprem coisas por impulso (eu era assim e depois tinha montes de coisas que nem sequer usava) porque muitas vezes compramos imensas tralhas que depois nos arrependemos. Assim a lista faz com que pensemos naquilo que pretendemos comprar e se realmente faz falta. (esta parte ainda não fiz mas vou fazer)

      Posso dizer que nos 2 meses em que estou a utilizar está a dar óptimos resultados. Claro que poderá haver alturas em que utilizo o cartão mas assim que chego a casa coloco na tabela o valor gasto e retiro o dinheiro do envelope para, posteriormente, voltar a colocar na conta. Parece um pouco confuso mas a verdade é que quase nunca uso o cartão de débito (muito menos o de crédito) desde que implementei o sistema e consigo poupar muito mais agora que tenho um rendimento menor. Ah e continuo a aproveitar a vida na mesma, a diferença é que em vez de comprar coisas fúteis que não preciso, aproveito antes para passar momentos de lazer com o meu marido.
 Se já ultrapassei o orçamento nalgum envelope? Sim, já, claro! O que faço? Subtraio do orçamento do mês seguinte. Por exemplo se tiver um orçamento de 70 € e gastar 80 €, então no mês seguinte já fico com um orçamento de 60 €.

 Mesada
     Penso que este método dos envelopes é óptimo para ajudar as crianças a aprenderam o valor do dinheiro e que nem tudo lhes é entregue de mão beijada. Há que trabalhar para alcançar objectivos. Quem recebe mesada ou semanada pode organizar melhor para onde ela vai e talvez concretizar alguns objectivos sem estar a pedinchar dinheiro extra aos pais. Até a auto-estima aumenta e acabamos por não ter adultos endividados e complemente perdidos.
Penso que vale a pena tentar.


       Tudo é uma experiência e aprendizagem e, por isso,  é preciso treino e persistência. Com isto quero dizer que não se deve desistir logo à primeira. Há que adaptar a cada caso e fazer da melhor forma que se conseguir.

       Espero que resulte com quem experimentar da mesma forma que resultou para mim.

Boas contas! :)
P.S.: desculpem o post tão extenso...





Comentários

  1. Olá Anabela...
    Sigo com atenção as dicas que deixas no teu blog, hoje quero agradecer-te por este post tão longo... na verdade já quis ler esse livro mas.. detesto inglês... não pesco mesmo nadinha..
    Beijinhos e continua com as dicas eu agradeço...
    Catarina Almeida

    ResponderEliminar
  2. Olá Catarina.

    Muito obrigada pelas tuas palavras. Fiquei muito contente. Se as dicas ajudarem a melhorar a tua vida de alguma forma, para que a possas aproveitar ainda mais, então o objectivo deste blog está a ser alcançado.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. de facto parece bastante interessante... não sei se conseguiriam por em prática... penso que é mais fácil se fosse solteira e se só eu usasse a conta...

    ResponderEliminar
  4. Adorei o post, vou hoje mesmo fazer os meus envelopes, estou a precisar de poupar, acho que este método é capaz de funcionar na perfeição.
    Já agora,gostava de convidar-te a conhecer o meu blog.
    É um blog de venda de roupa calçado e acessórios de moda.
    É um sítio onde podes encontrar tudo o que uma mulher gosta, a preços muito em conta. Com oferta dos portes de envio para encomendas de valor igual ou superior a 10€. Aproveita e boas compras.
    http://trapos-companhia.blogspot.com/
    Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Adorei a dica. Acho que vou pôr em prática!

    ResponderEliminar
  6. Olá Anabela,
    Agora que já fiz a alteração das facturas da EDP e do gáz para vierem todos os meses, vou ver se é desta que me vou orientar a fazer bem as contas e a por tudo em envelopes.
    Espero vir a ser tão bem sucedida como tu.
    Obrigada pelo belissimo esclarecimento e pela partilha.
    Bjs
    Teresa C.

    ResponderEliminar
  7. Olá Anabela!
    Conheci ontem este teu espaço através do sistema de envelopes!

    Estou a sair de casa dos meus pais e, por isso, tenho tido mais atenção aos meus gastos. No início de Fevereiro, pus os cartões de lado e pago tudo a dinheiro.

    Decidi escrever um post sobre a minha experiência e vou pôr uma referência a este post, que achei muito interessante!
    Espero que não te importes!

    xxx
    Sara

    P.S: já li, entretanto, mais artigos teus e adorei o espaço que criaste em casa para as crianças. Gostei imenso, parece transmitir imensa serenidade.

    ResponderEliminar
  8. Olá Anabela!
    Conheci ontem este teu espaço através do sistema de envelopes!

    Estou a sair de casa dos meus pais e, por isso, tenho tido mais atenção aos meus gastos. No início de Fevereiro, pus os cartões de lado e pago tudo a dinheiro.

    Decidi escrever um post sobre a minha experiência e vou pôr uma referência a este post, que achei muito interessante!
    Espero que não te importes!

    xxx
    Sara

    P.S: já li, entretanto, mais artigos teus e adorei o espaço que criaste em casa para as crianças. Gostei imenso, parece transmitir imensa serenidade.

    ResponderEliminar
  9. Muito bom teu blog. Acabei de conhecê-lo e já estou seguindo.
    Tenho uma dica: existe um app sobre sistema de envelope para Android. O nome é EBBA (easy envelope budget aid). Lá a pessoa registra o que entra e o que sai em cada envelope, e a despesa já é deduzida na hora de cada envelope. Segue o link abaixo para quem se interessar.
    https://www.eebacanhelp.com/login.php

    Sucesso à todos.

    ResponderEliminar
  10. Oi Anabela, como faço para receber as atualizações no meu e-mail? Gostaria muito de acompanhar via e-mail.

    Um abraço,

    Adriana

    ResponderEliminar
  11. Desde miúda que adoptei essa estratégia e para mim resulta, o meu marido que n estava nada habituado a essas coisas diz que eu sou a "manager" dele.!!
    Cátia

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Panquecas (ou crepes) sem ovos

Apetecia-me tanto panquecas e não tinha ovos em casa. Que chatice! Lembrei-me então de procurar nesse mundo maravilhoso que é a internet, se havia forma de fazer as ditas cujas sem ovos. E espantem-se, havia! A receita é a que deixo já de seguida. A minha opinião? Gostei, embora a textura fique densa em vez de fofinha. Mas não me surpreendeu, já estava à espera disto. Penso é que é capaz de ficar melhor se fizerem crepes. Só a minha opinião. Fica a receita.
Panquecas sem ovos
- 1 copo ou chávena (cerca de 200ml) de farinha - 3/4 copo de leite (para crepe colocar 1 e 1/3 copo) - 2 colheres de sopa de óleo - 1 colher de chá de fermento em pó - 1/2 colher de chá de sal
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Juntar o óleo e o leite aos poucos e mexer bem para não formar grumos. Aquecer uma frigideira anti-aderente (pode deitar um pouco de manteiga, se preferir) e colocar um pouco da massa. Quando esta ficar com furinhos, está boa para virar. Deixe ficar dourada de ambos o…

Organização do móvel da cozinha - antes e depois

Organização é um tema que gosto bastante de falar aqui no blog. Não faço tantos posts quanto gostaria mas isso não quer dizer que não vá fazendo pequenas organizações aqui e acolá. Gosto de ler tudo o que está relacionado porque os benefícios que me tem trazido são imensos. São eles:
- Redução de stress  e ansiedade; - Menos acumulação de tralha se existir um lugar para cada coisa; - Maior produtividade (porque não perdemos tempo a procurar coisas); - Maior rapidez nas limpezas; - Mais descanso ou momentos de lazer;
Mas com isto não quero dizer que a organização se faz num abrir e fechar de olhos. Leva tempo, garanto-vos. Primeiro porque não se consegue fazer tudo de uma vez (para ser bem feito, há que pensar bem no que se pretende) e, segundo, porque a organização escolhida pode não resultar. É mesmo na tentativa-erro. 
Cá em casa há ainda muito que fazer mas com calma e um bocadinho de cada vez, conseguimos uma maior fluidez no dia-a-dia.
Um dos cantinhos que há muito "gritava…

O que ando a comer ao pequeno-almoço

Ontem foi um dia complicado. Não que tenha acontecido alguma coisa de mal mas sim porque andei a correr, literalmente. Tive a consulta de rotina do Tiago, dos três anos. Esperei cerca de 30 minutos (depois da hora) e estive quase uma hora lá dentro. Ele está óptimo e recomenda-se. Apenas pequenas alterações na parte da sesta, a ver se as noites ficam melhores. Mas isto é tema para outro post. 
Ora, andei a correr porque quase não chegava a tempo da explicação das 16h, ainda por cima com uma nova aluna. Que stress, só vos digo. Tiago não dormiu sesta devido à hora da consulta e às 18h já ninguém o podia aturar. Deitar cedo era mais que imperativo. 
Foi um dia de correria mas que começou muito bem com um pequeno-almoço que tenho repetido todos os dias nas últimas duas semanas. E calculo que vos vá parecer bem esquisito mas eu adoro a mistura do pão, o queijo-creme e o tomate. Salpicado com coentros fica uma maravilha. Bem sei que isto não agrada à maioria e se calhar alguns até farão c…